Concepções do corpo no Portugal do Século XVIII: sensibilidade, higiene e saúde pública

Research output: Book/ReportBook

Abstract

O presente trabalho visa elucidar as concepções do corpo no século das Luzes – múltiplas e heterogéneas – a partir de três eixos fundamentais. Primeiro, compreender as razões do ocaso de uma concepção do corpo de índole popular e identificando os poderes e estratégias envolvidos na repressão das práticas de cura ditas arcaicas e subversivas. Num segundo momento, apurando o tipo de representações do corpo, da saúde e da doença, na literatura médica do século XVIII, procurando substituir aquelas ideias e procedimentos. Por último, ilustrando as políticas de saúde pública levadas a cabo pelo Estado português com o intuito de aperfeiçoar a cobertura terapêutica do território e fazer face a fenómenos endémicos aos quais se atribuía a pretensa degenerescência dos indivíduos e a despovoação do território nacional
Original languageEnglish
Place of PublicationVila Nova de Famalicão
PublisherHúmus
Number of pages347
ISBN (Print)9789897552076
Publication statusPublished - 2016

Keywords

  • Corpo
  • Discurso higienista
  • Saúde pública
  • Medicina popular
  • Políticas de saúde

Fingerprint

Dive into the research topics of 'Concepções do corpo no Portugal do Século XVIII: sensibilidade, higiene e saúde pública'. Together they form a unique fingerprint.

Cite this