Como potenciar a produção e translação de conhecimento na investigação participativa? A experiência de um projeto na área do VIH/Sida

S Dias, A Gama , Luís Mendão, Z Hartz

Research output: Contribution to journalArticlepeer-review

18 Downloads (Pure)

Abstract

Um desafio da investigação em saúde pública tem sido promover a utilização
do conhecimento científico produzido em estratégias de ação e políticas de
saúde mais eficazes, adequadas e que, consequentemente, se traduzam em
efetivos ganhos em saúde. A translação do conhecimento tem, assim, assumido
uma importância crítica para a investigação em saúde. Neste artigo
pretende-se refletir sobre como se procurou potenciar a translação de conhecimento num projeto de investigação participativa na área do VIH/Sida.
O projeto PREVIH teve como objetivo contribuir para promover a saúde
sexual, reduzir a transmissão da infeção pelo VIH e melhorar o acesso aos
cuidados de saúde de homens que têm sexo com homens e trabalhadores
do sexo em Portugal, bem como promover a capacitação e o advocacy dos
vários intervenientes. Através da abordagem participativa, o projeto constituiu
uma intervenção que, enquanto processo de inovação social, contribuiu
para a criação de novas sinergias e para a mudança do sistema, alterando
atividades existentes, criando novos papéis e redistribuindo e transformando
recursos por toda a rede. Esta experiência desencadeou um processo
dinâmico e interativo de produção de conhecimento e sua tradução em iniciativas efetivas para a melhoria da saúde das populações.
Original languageEnglish
Pages (from-to)47
Number of pages52
JournalAnais Do Instituto De Higiene E Medicina Tropical
Volume15
Issue number2
Publication statusPublished - 2016

Keywords

  • Translação do conhecimento
  • investigação participativa baseada na comunidade
  • VIH
  • populações vulneráveis

Fingerprint

Dive into the research topics of 'Como potenciar a produção e translação de conhecimento na investigação participativa? A experiência de um projeto na área do VIH/Sida'. Together they form a unique fingerprint.

Cite this