Comissões de Trabalhadores e Controlo Operário: o estaleiro naval Setenave na revolução portuguesa de 1974/75

Research output: Chapter in Book/Report/Conference proceedingConference contribution

24 Downloads (Pure)

Abstract

O golpe de estado de 25 de Abril de 1974 em Portugal abre as comportas para a última revolução social de esquerda na Europa Ocidental durante o século XX, um processo que só seria encerrado dezanove meses depois, com outro golpe militar, a 25 de Novembro de 1975.
Nesta comunicação propomo-nos abordar um dos traços característicos fundamentais do período, a emergência das Comissões de Trabalhadores – estruturas espontâneas ou semi-espontâneas de organização laboral que unificam todos os trabalhadores dentro da empresa, fortemente controladas pelas assembleias, com direcções facilmente revogáveis e tendencialmente mais radicais que os sindicatos – bem como a evolução das mesmas para experiências de autogestão e controlo operário.
O caso de estudo utilizado será o da empresa de construção naval Setenave, no estaleiro da Mitrena, em Setúbal, um dos máximos expoentes da industrialização portuguesa e uma das maiores zonas de concentração operária do país.
Durante a revolução portuguesa, as Comissões de Trabalhadores da Setenave (CTS) centram as suas reivindicações em temáticas anti-capitalistas e igualitárias, como a luta pela aproximação das diversas categorias e redução do leque salarial, congelamento dos salários mais elevados, inclusão dos subempreiteiros, abolição dos contratos a prazo e do regime experimental, redução dos privilégios do pessoal superior. Sobretudo a 3ª CTS vai inserir a mobilização dos trabalhadores da Mitrena no contexto mais geral da dinâmica revolucionária, procurando articular-se com outras comissões de trabalhadores, moradores e soldados, numa lógica de estabelecimento de um “poder popular” no contexto de uma nova sociedade socialista.
Debruçar-nos-emos sobre a orgânica, composição e acções destas estruturas e sobre os diferentes projectos de controlo operário em disputa, procurando esmiuçar as suas características fundamentais, e determinar o seu raio de acção e determinação no controlo de uma unidade industrial estratégica, avançada e complexa, imersa no contexto da crise económica mundial de 1973 e da revolução portuguesa de 1974/75.
Original languagePortuguese
Title of host publicationIII International Conference Strikes and Social Conflicts
Subtitle of host publicationCombined historical approaches to conflict: Proceedings
EditorsMartí Marín Corbera, Xavier Domènech Sampere, Ricard Martínez i Muntada
Place of PublicationBarcelona
PublisherCEFID-UAB
Pages1082-1097
Number of pages15
VolumeVIII
ISBN (Print)978-84-608-7860-5
Publication statusPublished - 2016
EventIII International Conference Strikes and Social Conflicts: Combined historical approaches to conflict - Universitat Autònoma de Barcelona, Barcelona, Spain
Duration: 16 Jun 201519 Jun 2015

Conference

ConferenceIII International Conference Strikes and Social Conflicts
CountrySpain
CityBarcelona
Period16/06/1519/06/15

Keywords

  • Controlo Operário
  • Comissões de Trabalhadores
  • Setenave
  • Indústria Naval

Cite this