3 Downloads (Pure)

Abstract

Trabalhos arqueológicos desenvolvidos em 2009, tendo em vista minimizar o impacto de projecto industrial no património cultural, conduziram à identificação de assentamento rural alto-medieval, situado a 5 km a sul da cidade de Évora, na zona denominada Casa Branca. A escavação em área permitiu apenas identificar estruturas negativas, tais como buracos de poste, silos, fossas com funções diversas, um forno e estruturas de combustão, composteira, sepulturas, mostrando ritual cristão, as fundações de paliçada e estrada romana. Não foram encontrados restos de edificações de
pedra ou tijolo. A informação artefactual é sobretudo constituida por fragmentos de recipientes de cerâmica e alguns
artefactos metálicos, como facas de ferro. Cinco datações 14C indicam cronologia dos séculos VII a XI para esta aldeia,
onde vivia comunidade cristã, apesar da presença da administração islâmica em Évora.
Original languagePortuguese
Pages (from-to)259-278
Number of pages20
JournalArqueologia e História - Revista da Associação dos Arqueologos Portugueses
Volume73
Publication statusPublished - 2022

Keywords

  • Aldeia alto-medieval
  • Casas
  • Silos
  • Forno
  • Necrópole

Cite this