Cartas fora do Baralho. Os retratos imaginados de Costa Pinheiro

Research output: Book/ReportBook

Abstract

A série Os Reis, exposta pela primeira vez em 1966 na Galeria Leonhart, em Munique, com o título “Die Könige”, valeu a António Costa Pinheiro o prestigiado Prémio Burda na Haus der Kunst de Munique (1966) e o Prémio de Pintura (Förderpreis) da cidade de Munique (1967). Num cortejo de personagens das duas primeiras dinastias, concebido a partir da distância do exílio pátrio, o artista confrontou a grandeza histórica de um Império outrora cantado por poetas, com a imagem desanimadora de um país à época visto externamente como espaço serôdio e profundamente medíocre assolado por uma ensimesmada ditadura há muito fora da hora internacional.
Surgido por ocasião da exposição Costa Pinheiro: Reis, Valetes e Damas que esteve patente em 2020 na São Roque, em Lisboa, o presente livro problematiza a originalidade conceptual desta psicomitografia feita em forma de retratos imaginários, convocando uma série de lendas, memórias e histórias para assim levar o leitor a perder-se num fascinante labirinto feito de realidades transpostas e ficções entrecruzadas. Um dos objectivos que lhe deu a sua razão de ser passa igualmente por ousar desvelar o próprio processo criativo de Costa Pinheiro, mapeando pela primeira vez a evolução formal e iconográfica de cada personagem retratada através de um especial enfoque posto nos trabalhos que antecedem daquela que é considerada umas das mais fascinantes criações pictóricas portuguesas da segunda metade do século XX
Original languageEnglish
Place of PublicationLisbon
PublisherCaleidoscópio
Number of pages183
Volume1
ISBN (Print)978-989-658-659-1
Publication statusPublished - 2020

Fingerprint

Dive into the research topics of 'Cartas fora do Baralho. Os retratos imaginados de Costa Pinheiro'. Together they form a unique fingerprint.

Cite this