Cantigas de Seguir: Modelos Occitânicos e Franceses: database for the Project Modelos e Variações: A Lírica Medieval Ibérica na Europa dos Trovadores

Research output: Non-textual formData set/Database

Abstract

As cantigas dos trovadores e jograis galego-portugueses não podem ser desligadas do vasto e importante movimento europeu habitualmente conhecido como «o tempo dos trovadores», um movimento literário e artístico que, dominante entre os os finais do século XI e meados do século XIV, modela também, em grande medida, toda a cultura europeia posterior. Neste contexto, as relações entre a lírica galego-portuguesa e a lírica provençal ou francesa há muito que têm vindo a ser assinaladas. Desde os estudos pioneiros de D. Carolina Michaëlis, pelo menos, que os investigadores se têm debruçado sobre estas relações, quer procurando listar as viagens e estadias de trovadores provençais (mais raramente franceses) nas cortes peninsulares, quer assinalando, de forma mais ou menos dispersa, as composições galego-portuguesas cujos modelos parecem ter sido composições extra-peninsulares.
Ao longo do extenso trabalho científico que conduziu à base de dados “Cantigas Medievais Galego-portuguesas”, recurso multimédia online desde Novembro de 2011 (http://cantigas.fcsh.unl.pt) a questão das relações das composições galego-portuguesas com as suas congéneres provençais e francesas foi sendo marginalmente anotado. O presente projeto, «Modelos e variações: a lírica medieval ibérica na Europa dos trovadores», procura assim dar sequência a estas observações, sistematizando, nesta nova Base de Dados, quer todos os dados que foram sendo recolhidos por investigadores anteriores, quer os novos dados coligidos pela equipa deste mesmo projeto.
Original languagePortuguese
Media of outputOnline
Publication statusPublished - 2017

Keywords

  • Lírica Trovadoresca
  • Música Contrafacta
  • Edições Musicais

Cite this

@misc{2e5be063b1044ee489f310f506d7581d,
title = "Cantigas de Seguir: Modelos Occit{\^a}nicos e Franceses: database for the Project Modelos e Varia{\cc}{\~o}es: A L{\'i}rica Medieval Ib{\'e}rica na Europa dos Trovadores",
abstract = "As cantigas dos trovadores e jograis galego-portugueses n{\~a}o podem ser desligadas do vasto e importante movimento europeu habitualmente conhecido como «o tempo dos trovadores», um movimento liter{\'a}rio e art{\'i}stico que, dominante entre os os finais do s{\'e}culo XI e meados do s{\'e}culo XIV, modela tamb{\'e}m, em grande medida, toda a cultura europeia posterior. Neste contexto, as rela{\cc}{\~o}es entre a l{\'i}rica galego-portuguesa e a l{\'i}rica proven{\cc}al ou francesa h{\'a} muito que t{\^e}m vindo a ser assinaladas. Desde os estudos pioneiros de D. Carolina Micha{\"e}lis, pelo menos, que os investigadores se t{\^e}m debru{\cc}ado sobre estas rela{\cc}{\~o}es, quer procurando listar as viagens e estadias de trovadores proven{\cc}ais (mais raramente franceses) nas cortes peninsulares, quer assinalando, de forma mais ou menos dispersa, as composi{\cc}{\~o}es galego-portuguesas cujos modelos parecem ter sido composi{\cc}{\~o}es extra-peninsulares.Ao longo do extenso trabalho cient{\'i}fico que conduziu {\`a} base de dados “Cantigas Medievais Galego-portuguesas”, recurso multim{\'e}dia online desde Novembro de 2011 (http://cantigas.fcsh.unl.pt) a quest{\~a}o das rela{\cc}{\~o}es das composi{\cc}{\~o}es galego-portuguesas com as suas cong{\'e}neres proven{\cc}ais e francesas foi sendo marginalmente anotado. O presente projeto, «Modelos e varia{\cc}{\~o}es: a l{\'i}rica medieval ib{\'e}rica na Europa dos trovadores», procura assim dar sequ{\^e}ncia a estas observa{\cc}{\~o}es, sistematizando, nesta nova Base de Dados, quer todos os dados que foram sendo recolhidos por investigadores anteriores, quer os novos dados coligidos pela equipa deste mesmo projeto.",
keywords = "L{\'i}rica Trovadoresca, M{\'u}sica Contrafacta, Edi{\cc}{\~o}es Musicais",
author = "Mariana Lima and Ferreira, {Manuel Pedro Ramalho}",
note = "info:eu-repo/grantAgreement/FCT/5876/147237/PT# BI Licenciado",
year = "2017",
language = "Portuguese",

}

TY - ADVS

T1 - Cantigas de Seguir: Modelos Occitânicos e Franceses

T2 - database for the Project Modelos e Variações: A Lírica Medieval Ibérica na Europa dos Trovadores

AU - Lima , Mariana

AU - Ferreira, Manuel Pedro Ramalho

N1 - info:eu-repo/grantAgreement/FCT/5876/147237/PT# BI Licenciado

PY - 2017

Y1 - 2017

N2 - As cantigas dos trovadores e jograis galego-portugueses não podem ser desligadas do vasto e importante movimento europeu habitualmente conhecido como «o tempo dos trovadores», um movimento literário e artístico que, dominante entre os os finais do século XI e meados do século XIV, modela também, em grande medida, toda a cultura europeia posterior. Neste contexto, as relações entre a lírica galego-portuguesa e a lírica provençal ou francesa há muito que têm vindo a ser assinaladas. Desde os estudos pioneiros de D. Carolina Michaëlis, pelo menos, que os investigadores se têm debruçado sobre estas relações, quer procurando listar as viagens e estadias de trovadores provençais (mais raramente franceses) nas cortes peninsulares, quer assinalando, de forma mais ou menos dispersa, as composições galego-portuguesas cujos modelos parecem ter sido composições extra-peninsulares.Ao longo do extenso trabalho científico que conduziu à base de dados “Cantigas Medievais Galego-portuguesas”, recurso multimédia online desde Novembro de 2011 (http://cantigas.fcsh.unl.pt) a questão das relações das composições galego-portuguesas com as suas congéneres provençais e francesas foi sendo marginalmente anotado. O presente projeto, «Modelos e variações: a lírica medieval ibérica na Europa dos trovadores», procura assim dar sequência a estas observações, sistematizando, nesta nova Base de Dados, quer todos os dados que foram sendo recolhidos por investigadores anteriores, quer os novos dados coligidos pela equipa deste mesmo projeto.

AB - As cantigas dos trovadores e jograis galego-portugueses não podem ser desligadas do vasto e importante movimento europeu habitualmente conhecido como «o tempo dos trovadores», um movimento literário e artístico que, dominante entre os os finais do século XI e meados do século XIV, modela também, em grande medida, toda a cultura europeia posterior. Neste contexto, as relações entre a lírica galego-portuguesa e a lírica provençal ou francesa há muito que têm vindo a ser assinaladas. Desde os estudos pioneiros de D. Carolina Michaëlis, pelo menos, que os investigadores se têm debruçado sobre estas relações, quer procurando listar as viagens e estadias de trovadores provençais (mais raramente franceses) nas cortes peninsulares, quer assinalando, de forma mais ou menos dispersa, as composições galego-portuguesas cujos modelos parecem ter sido composições extra-peninsulares.Ao longo do extenso trabalho científico que conduziu à base de dados “Cantigas Medievais Galego-portuguesas”, recurso multimédia online desde Novembro de 2011 (http://cantigas.fcsh.unl.pt) a questão das relações das composições galego-portuguesas com as suas congéneres provençais e francesas foi sendo marginalmente anotado. O presente projeto, «Modelos e variações: a lírica medieval ibérica na Europa dos trovadores», procura assim dar sequência a estas observações, sistematizando, nesta nova Base de Dados, quer todos os dados que foram sendo recolhidos por investigadores anteriores, quer os novos dados coligidos pela equipa deste mesmo projeto.

KW - Lírica Trovadoresca

KW - Música Contrafacta

KW - Edições Musicais

M3 - Data set/Database

ER -