Caminhos históricos da política científica portuguesa: Da matriz republicana à Revolução de Abril (1910-1976)

Research output: Contribution to journalArticlepeer-review

209 Downloads (Pure)

Abstract

A partir de uma visão global do caso português, procurar-se-á neste artigo sintetizar algumas interpretações que nortearam estudos anteriores, nomeadamente algumas reflexões dispersas sobre a história da política científica em Portugal.Reflexões quanto a um trajeto histórico, elaboradas a partir de um estudo sobre as origens da JNICT e a própria génese da política científica portuguesa. Brandão (2012b) começa-se por recuar no século XX português, revisitando uma periodização para a história das políticas científicas em Portugal e enquadrando a emergência de um modelo tecnocrata de política científica (alegadamente sistémicoe ‘vinculacionista’). Dar-se-á breve descrição da situação ocorrida durante a Revolução de Abril (1974-1976), que sugerirmos olhar como um ponto de chegada do processo português, assinalando as ruturas e as continuidades que serão por fim objeto de algumas consideraçõesfinais, deixando-se porém em aberto a possibilidade de definir períodos posteriores a partir de nova investigação.
Original languagePortuguese
Pages (from-to)102-137
Number of pages36
JournalCESContexto
Issue number11
Publication statusPublished - 2015

Keywords

  • história da política científica
  • organização da ciência
  • instituições científicas
  • JNICT
  • tecnocracia

Cite this