Azemmour, Morocco: early sixteenth-century portuguese defences

Ana Lopes, Jorge Correia

Research output: Contribution to conferencePaper

Abstract

A presença portuguesa no Médio Oriente desenrolou-se entre os inícios do século XVI e meados do XVII, tendo na esfera da arquitetura militar a pegada patrimonial mais relevante, hoje no atual Irão, Emirados Árabes Unidos, Omã, e ainda Barém.
De todas estas fortalezas, Mascate (1507-1650) destaca-se como um dos conjuntos de maior escala e relevância devido às suas excelentes condições portuárias. Foi criado um plano defensivo baseado num esquema interdependente de estruturas arquitectónicas, com destaque para as fortalezas de São João (Al Jalali) e Almirante (Al-Mirani). Cruzando leituras cartográficas, com levantamentos locais e análise morfológica, este artigo visa compreender a complementaridade territorial que as diversas estruturas militares articulavam neste ponto da costa omanita.
Original languagePortuguese
Pages219-230
Number of pages12
Publication statusPublished - 2016
EventGenius Loci: lugares e significados - Faculty of Letters University of Porto , Porto, Portugal
Duration: 20 Apr 201622 Apr 2016
https://geniusloci2016.wordpress.com/apresentacao-home/

Conference

ConferenceGenius Loci: lugares e significados
CountryPortugal
CityPorto
Period20/04/1622/04/16
Internet address

Keywords

  • Península Arábica
  • Mascate
  • arquitetura militar
  • fortaleza

Cite this

Lopes, A., & Correia, J. (2016). Azemmour, Morocco: early sixteenth-century portuguese defences. 219-230. Paper presented at Genius Loci: lugares e significados, Porto, Portugal.