As Tensões do Campo Jornalístico e Acadêmico

em torno da Primeira Licenciatura em Comunicação Social em Portugal (1979)

Research output: Contribution to conferencePaper

Abstract

O artigo apresenta fatos inéditos, que resultaram de um levantamento histórico pioneiro, sobre as tensões do campo jornalístico em torno da criação da primeira Licenciatura em Comunicação Social de Portugal, em 1979. O estudo baseia-se em uma linha de investigação empírica. Utiliza entrevistas e fontes documentais sobre o ensino do jornalismo. Procura construir uma perspectiva histórica, com o objetivo de proporcionar um enquadramento sobre o objeto do estudo. A polêmica fundamental a respeito do modelo de ensino do jornalismo mais adequado para a época, centrado na dicotomia entre a técnica e a teoria, operaram como elementos dinâmicos para a afirmação profissional dos jornalistas.
Subjacente às divergências entre acadêmicos e jornalistas, ligadas ao modelo ideal de ensino, existem mtemas relevantes que contribuíram com o estudo para contextualizar teoricamente as tensões: o processo nde construção da profissão, e a afirmação da identidade profissional dos jornalistas e de um campo
profissional autônomo.
Original languagePortuguese
Publication statusPublished - 2011
Event7ª Congresso da Sopcom: Meios digitais e indústrias criativas - os efeitos e os desafios da globalização - Centro de Estudos das Tecnologias e Ciências da Comunicação, Porto, Portugal
Duration: 15 Dec 201117 Dec 2011
Conference number: 7

Conference

Conference7ª Congresso da Sopcom
CountryPortugal
CityPorto
Period15/12/1117/12/11

Keywords

  • ensino
  • jornalismo
  • identidade profissional
  • jornalistas

Cite this

@conference{d6e0056cbb9a4b54bf93396cb6b03623,
title = "As Tens{\~o}es do Campo Jornal{\'i}stico e Acad{\^e}mico: em torno da Primeira Licenciatura em Comunica{\cc}{\~a}o Social em Portugal (1979)",
abstract = "O artigo apresenta fatos in{\'e}ditos, que resultaram de um levantamento hist{\'o}rico pioneiro, sobre as tens{\~o}es do campo jornal{\'i}stico em torno da cria{\cc}{\~a}o da primeira Licenciatura em Comunica{\cc}{\~a}o Social de Portugal, em 1979. O estudo baseia-se em uma linha de investiga{\cc}{\~a}o emp{\'i}rica. Utiliza entrevistas e fontes documentais sobre o ensino do jornalismo. Procura construir uma perspectiva hist{\'o}rica, com o objetivo de proporcionar um enquadramento sobre o objeto do estudo. A pol{\^e}mica fundamental a respeito do modelo de ensino do jornalismo mais adequado para a {\'e}poca, centrado na dicotomia entre a t{\'e}cnica e a teoria, operaram como elementos din{\^a}micos para a afirma{\cc}{\~a}o profissional dos jornalistas.Subjacente {\`a}s diverg{\^e}ncias entre acad{\^e}micos e jornalistas, ligadas ao modelo ideal de ensino, existem mtemas relevantes que contribu{\'i}ram com o estudo para contextualizar teoricamente as tens{\~o}es: o processo nde constru{\cc}{\~a}o da profiss{\~a}o, e a afirma{\cc}{\~a}o da identidade profissional dos jornalistas e de um campoprofissional aut{\^o}nomo.",
keywords = "ensino, jornalismo, identidade profissional, jornalistas",
author = "Mendes, {Renato Rocha}",
year = "2011",
language = "Portuguese",
note = "null ; Conference date: 15-12-2011 Through 17-12-2011",

}

Mendes, RR 2011, 'As Tensões do Campo Jornalístico e Acadêmico: em torno da Primeira Licenciatura em Comunicação Social em Portugal (1979)' Paper presented at 7ª Congresso da Sopcom, Porto, Portugal, 15/12/11 - 17/12/11, .

As Tensões do Campo Jornalístico e Acadêmico : em torno da Primeira Licenciatura em Comunicação Social em Portugal (1979). / Mendes, Renato Rocha.

2011. Paper presented at 7ª Congresso da Sopcom, Porto, Portugal.

Research output: Contribution to conferencePaper

TY - CONF

T1 - As Tensões do Campo Jornalístico e Acadêmico

T2 - em torno da Primeira Licenciatura em Comunicação Social em Portugal (1979)

AU - Mendes, Renato Rocha

PY - 2011

Y1 - 2011

N2 - O artigo apresenta fatos inéditos, que resultaram de um levantamento histórico pioneiro, sobre as tensões do campo jornalístico em torno da criação da primeira Licenciatura em Comunicação Social de Portugal, em 1979. O estudo baseia-se em uma linha de investigação empírica. Utiliza entrevistas e fontes documentais sobre o ensino do jornalismo. Procura construir uma perspectiva histórica, com o objetivo de proporcionar um enquadramento sobre o objeto do estudo. A polêmica fundamental a respeito do modelo de ensino do jornalismo mais adequado para a época, centrado na dicotomia entre a técnica e a teoria, operaram como elementos dinâmicos para a afirmação profissional dos jornalistas.Subjacente às divergências entre acadêmicos e jornalistas, ligadas ao modelo ideal de ensino, existem mtemas relevantes que contribuíram com o estudo para contextualizar teoricamente as tensões: o processo nde construção da profissão, e a afirmação da identidade profissional dos jornalistas e de um campoprofissional autônomo.

AB - O artigo apresenta fatos inéditos, que resultaram de um levantamento histórico pioneiro, sobre as tensões do campo jornalístico em torno da criação da primeira Licenciatura em Comunicação Social de Portugal, em 1979. O estudo baseia-se em uma linha de investigação empírica. Utiliza entrevistas e fontes documentais sobre o ensino do jornalismo. Procura construir uma perspectiva histórica, com o objetivo de proporcionar um enquadramento sobre o objeto do estudo. A polêmica fundamental a respeito do modelo de ensino do jornalismo mais adequado para a época, centrado na dicotomia entre a técnica e a teoria, operaram como elementos dinâmicos para a afirmação profissional dos jornalistas.Subjacente às divergências entre acadêmicos e jornalistas, ligadas ao modelo ideal de ensino, existem mtemas relevantes que contribuíram com o estudo para contextualizar teoricamente as tensões: o processo nde construção da profissão, e a afirmação da identidade profissional dos jornalistas e de um campoprofissional autônomo.

KW - ensino

KW - jornalismo

KW - identidade profissional

KW - jornalistas

M3 - Paper

ER -