Arqueologia, recuperação da memória e afirmação da identidade: o caso do Bairro da Mouraria, Lisboa

Translated title of the contribution: Archaeology, recovery of memory and affirmation of identity: the case of the Mouraria quarter, Lisbon

Research output: Contribution to journalArticlepeer-review

7 Downloads (Pure)

Abstract

O bairro da Mouraria corresponde ao espaço para onde foram expulsos os muçulmanos de Lisboa após a conquista cristã da cidade em 1147. Uma das suas principais atividades foi a olaria, facto hoje amplamente demonstrado pela arqueologia. Os muçulmanos foram instigados a converter-se em 1496, mas o bairro manteve a sua identidade, o seu carácter artesanal e marginal, não obstante os ensaios de higienização. Nas últimas décadas tem continuado a receber vagas de imigrantes, mas hoje encontra-se em profunda transformação,
com o turismo e a gentrificação, expulsando as camadas populares. As operações de arqueologia de contrato multiplicaram-se no âmbito desta renovação urbana, permitindo o registo das realidades passadas. Este artigo propõe refletir sobre a valorização desse legado artesanal, produtivo e forâneo do bairro, identificado pela arqueologia, perante uma comunidade em fragmentação e renovação, questionando o papel do património histórico-arqueológico na recuperação de identidades em sociedades de transição
Translated title of the contributionArchaeology, recovery of memory and affirmation of identity: the case of the Mouraria quarter, Lisbon
Original languagePortuguese
Pages (from-to)19-48
JournalRevista Memória em Rede
Volume12
Issue number23
DOIs
Publication statusPublished - 2020

Keywords

  • Renovação urbana
  • Pottery (Archaeology)
  • Mouraria (Lisboa)
  • Urban renovation

UN Sustainable Development Goals (SDGs)

  • SDG 11 - Sustainable Cities and Communities

Fingerprint Dive into the research topics of 'Archaeology, recovery of memory and affirmation of identity: the case of the Mouraria quarter, Lisbon'. Together they form a unique fingerprint.

Cite this