António Sérgio: a técnica, o trabalho e as origens do conhecimento científico humano

Translated title of the contribution: António Sérgio: technique, work and the origins of human scientific knowledge

Research output: Contribution to journalArticlepeer-review

Abstract

Durante a Primeira República Portuguesa, António Sérgio escreveu ensaios nos quais propôs um racionalismo aberto, uma pedagogia trabalhista e uma interpretação da história de Portugal, onde as circunstâncias materiais, as práticas, os interesses económicos condicionavam as atitudes mentais dos agentes históricos. Sérgio inspirou-se na filosofia do trabalho de Proudhon, interessandose pelas discussões francesas sobre a origem prática/técnica da inteligência humana e do papel da técnica no desenvolvimento científico, discussões que envolveram Bergson, Durkheim e Louis Weber. Foi a partir dessa perspectiva pragmatista que realçou o papel das navegações portuguesas e da atitude de experimentalismo, de humanismo científico, que atribuía a algumas figuras da elite portuguesa do século XVI, bem como o interesse de Galileu pelas técnicas, que favoreceu o seu desenvolvimento da nova física, conduzindo à Revolução Científica.
Translated title of the contributionAntónio Sérgio: technique, work and the origins of human scientific knowledge
Original languagePortuguese
Pages (from-to)53-74
Number of pages22
JournalTrans-Form-Acao
Volume44
Issue number1
DOIs
Publication statusPublished - 2021

Keywords

  • Revolução científica
  • Trabalho
  • Homo faber
  • Experimentalismo
  • Navegações
  • Galileu
  • Experimentalism
  • Galileo
  • Navigations
  • Scientific revolution
  • Workmanship

Fingerprint

Dive into the research topics of 'António Sérgio: technique, work and the origins of human scientific knowledge'. Together they form a unique fingerprint.

Cite this