Anglo-Saxon imperialism through cultural goods: Titles suggested for young readers in Portugal

Research output: Contribution to journalArticlepeer-review

3 Downloads (Pure)

Abstract

A tradução desempenha um papel crucial na nossa sociedade multilingue e multicultural. Constitui uma infraestrutura fundamental da globalização e funciona como uma ferramenta essencial para promover a circulação de informação, conhecimento e cultura. Embora o inglês possa ser considerado uma lingua franca em certos setores da sociedade, o papel da tradução não diminuiu com a sua ascensão. De facto, a tradução é um forte indicador das relações que se estabelecem entre os vários países: os fluxos de tradução internacionais dependem dos (des)equilíbrios de poder no mundo. Neste artigo, analiso dados relevantes para perceber o peso que têm as obras originalmente escritas em inglês e traduzidas para português, recorrendo ao Plano Nacional de Leitura (PNL). Depois de abordar brevemente a influência da geopolítica no comércio de bens culturais e de descrever o sistema mundial de tradução, analiso a lista de 345 títulos sugerida no PNL para o terceiro ciclo, que cobre a faixa etária dos 12-15 anos. Quase metade desses títulos são traduções; contudo, isso não significa que a lista seja suficientemente multicultural, uma vez que, pelo contrário, mostra a dominância das obras escritas em inglês. Há muito que se pode fazer para diversificar as línguas de partida e expor os jovens leitores portugueses a uma maior variedade de culturas.

Translation plays a vital role in the current multilingual and multicultural society. It is a fundamental infrastructure of globalization, functioning as an essential tool for the circulation of information, knowledge, and culture. Although English can be considered a lingua franca in certain sectors of society, the role of translation has not lessened with its rise. In fact, translation is a strong indicator of the relationships established between countries: international translation flows depend on the (im)balances of power in the world. In this paper I analyse relevant data to ascertain the weight of works originally written in English and translated into Portuguese, resorting to the national reading plan (PNL). After briefly addressing the influence of geopolitics in the trade of cultural goods and describing the world system of translation, I analyse the list of 345 books suggested in the national reading plan for 12-15 year olds. Almost half of these books are translations; however, this does not imply that the list is sufficiently multicultural, quite on the contrary as it shows the dominance of books written in English. A lot more can be done to diversify the source languages and expose Portuguese young readers to a wider variety of cultures.
Original languageEnglish
Pages (from-to)139-158
Number of pages19
JournalCadernos de Tradução
Volume37
Issue number1
Publication statusPublished - 2017

Keywords

  • Tradução
  • Multilinguismo
  • Multiculturalismo
  • Bens culturais
  • Translation
  • Multilingualism
  • Multiculturalism
  • Cultural goods

Fingerprint

Dive into the research topics of 'Anglo-Saxon imperialism through cultural goods: Titles suggested for young readers in Portugal'. Together they form a unique fingerprint.

Cite this