Análise de Áreas de Preservação Permanente apoiada na gestão de informações geoespaciais temporais da bacia hidrográfica do rio Criciúma/Brasil

Research output: Chapter in Book/Report/Conference proceedingChapter

Abstract

Resumo O objetivo deste artigo é analisar a Área de Preservação Permanente- APP na Bacia Hidrográfica do Rio Criciúma apoiada na gestão de informações geoespaciais temporais, visando mitigar os conflitos de uso do solo. Os métodos utilizados estão baseados em dados do sensoriamento remoto e cartográficos. Estes foram integrados por meio de um Sistema de Informação Geográfica- SIG e relacionados entre si. Informações brutas encontradas na cartografia histórica foram transformadas em informações úteis e relevantes. Os resultados mostram por meio de mapas temáticos que 18,78% da APP ao longo dos cursos d’água na BHRC foram ocupadas irregularmente, principal razão para a ocorrência de inundações na área central do município. Contudo, como resultado mais relevante, aponta-se a integração da informação geoespacial temporal como estratégica para reconhecer a tendência de expansão da ocupação das áreas protegidas por lei. O resultado final induz a criação de diretrizes claras para o uso do solo.
Original languageUnknown
Title of host publication: ‘A JANGADA DE PEDRA’ – Geografias Ibero-Afro-Americanas. Atas do Colóquio Ibérico de Geografia
EditorsAntónio Vieira E Rui Pedro Julião
Place of PublicationGuimarães
PublisherAssociação Portuguesa de Geógrafos e Departamento de Geografia da Universidade do Minho
Pages2141-2046
ISBN (Print)978-972-99436-8-3 / 978-989-97394-6-8
Publication statusPublished - 1 Jan 2014

Cite this