Almada, Dantas e os “Acidentes” de Sóror Mariana

Research output: Contribution to journalArticle

131 Downloads (Pure)

Abstract

O artigo visa, em primeiro lugar, questionar as motivações e as circunstâncias
subjacentes ao ataque impiedoso que Almada Negreiros, porta-voz da geração de
Orpheu, lançou, em 1915-1916, contra Júlio Dantas, figura emblemática de uma
literatura e de um teatro anquilosados e balofos. Em segundo lugar, pretende também reflectir sobre o modo como a peça de Dantas, Sóror Mariana, cujo «reconto» paródico constitui parte fundamental do manifesto almadiano, contribuiu para alimentar o mito - Mariana Alcoforado, trazendo, indirecta e involuntariamente, Almada para o palco da ainda viva controvérsia em torno das Cartas Portuguesas e da sua autoria.
Original languagePortuguese
Pages (from-to)87-94
Number of pages7
JournalA Ideia
Volume77-80
Publication statusPublished - 2016

Keywords

  • Manifesto
  • Almada
  • Dantas
  • Mariana Alcoforado
  • Teatro
  • Modernismo

Cite this