Algumas obras clássicas […] amenizadas, com outras bem escritas […] em género livre e ligeiro: a programação sinfónica da Secção de Concertos Clássicos da Associação Música 24 de Junho

Research output: Contribution to conferencePaper

5 Downloads (Pure)

Abstract

Este painel propõe abordar e explorar composição e recepção de música instrumental em Portugal nos séculos XIX e XX, partindo de casos concretos como a recepção da obra sinfónica de Beethoven entre as décadas de 1910 e 1930, enquadrando-a no âmbito de um discurso mais alargado sobre a música sinfónica, através da análise de ideias, valores e mecanismos discursivos sobre os quais assenta essa recepção; as motivações ideológicas e mecanismos de composição, nitidamente inseridas nos ideários do Integralismo Lusitano, por detrás da criação de Viriato de Luís de Freitas Branco, bem como a recepção do poema sinfónico em questão; a estreia da Sagração da Primavera de Stravinsky em 1957, dirigida por Pedro de Freitas Branco mais de 40 anos após a sua estreia absoluta, pretendendo-se uma análise das críticas publicadas na imprensa periódica da época, inferindo assim o contributo desta execução em específico para a renovação do repertório orquestral sinfónico em Portugal; e a constituição e actividade da Secção de Concertos Clássicos da Associação Música 24 de Junho, com especial enfoque na programação e recepção de concertos sinfónicos na década de 1880, sob a direcção dos maestros Francesco Barbieri, Asenjo Barbieri, Olivier Métra, Édouard Colonne, Thomas Bréton, Ernst Rudorff e Arthur Steck.
Original languagePortuguese
Number of pages3
Publication statusPublished - 9 Jun 2017
EventVI Seminário ‘Música, Teoria Crítica e Comunicação’ - Faculdade de Ciências Sociais e Humanas, Lisbon, Portugal
Duration: 9 Jun 201713 Jul 2017

Seminar

SeminarVI Seminário ‘Música, Teoria Crítica e Comunicação’
CountryPortugal
CityLisbon
Period9/06/1713/07/17

Keywords

  • música sinfónica
  • Associação Música 24 de Junho
  • concertos “a grande orquestra”
  • maestros estrangeiros

Cite this