Agricultura urbana e alimentação: Hortas urbanas em Palmas-TO

Tatiana de Oliveira Sousa, João Aparecido Bazolli, Cecília Maria Delgado

Research output: Chapter in Book/Report/Conference proceedingConference contribution

3 Downloads (Pure)

Abstract

Este estudo suporta-se na análise de 12 hortas urbanas integrantes de projeto desenvolvido pela Prefeitura de Palmas, capital do estado do Tocantins, Brasil. Pretendeu-se compreender os desafios do processo de implantação e manutenção, as dificuldades administrativas encontradas para gerir a produção e distribuição e as representações socioeconômicas das famílias envolvidas nessa atividade. Nesse contexto, buscou-se perceber se as hortas urbanas podem ser entendidas como ferramenta de desenvolvimento comunitário,
geradora de benefícios socioeconômicos, de erradicação da pobreza e de saúde alimentar. A metodologia exploratória aplicada ao estudo implicou o levantamento e análise do perfil e práticas dos 183 horticultores integrantes do projeto desenvolvido pela Prefeitura de Palmas. Concluiu-se que as hortas urbanas promovem a inclusão social das famílias envolvidas, principalmente em relação aos grupos de pessoas com baixa renda, desempregados, idosos e mulheres. Por esse motivo, chegou-se ao entendimento de que é
importante fomentar a replicação e o reconhecimento do potencial das hortas urbanas como ferramenta para a promoção do desenvolvimento local, geração de renda complementar, interação social dos horticultores envolvidos e especialmente o resgate cultural da produção de alimentos para o consumo
próprio. Sugere-se, a partir dos resultados encontrados, a necessidade de aprofundar o tema, em especial no que respeita à diminuição dos obstáculos detectados, os quais reduzem o potencial e as oportunidades oferecidas pela dinâmica desse modelo de hortas urbanas em Palmas

Under this study, 12 urban gardens that composed the project developed by the city of Palmas, capital of the State of Tocantins, Brazil, were analysed. Our main aim was to understand the challenges of the implementation and maintenance process, the administrative difficulties encountered in managing production and distribution, and the socioeconomic representations of the gardener’s families involved. In this context, we tried to understand whether urban gardening can be understood as a tool for community development and socioeconomic benefits, poverty eradication and food health increase. The methodology applied to the study included a survey to understand gardeners’ profile and practices based on the 183 urban gardens currently involved in the municipality project. Results are showing that urban gardening promotes social inclusion, especially in relation to low-income groups, unemployed, elders and women. In conclusion, It is important to highlight the need for urban gardens development and replication as a tool for local development, complementary income, community development and especially for food production for self-consumption. Finally, we suggest the need to deepen this research regarding constraints observed, which are currently reducing the potential of urban garden's impact in Palmas.
Original languagePortuguese
Title of host publicationAnais do X Congresso Brasileiro de Direito Urbanístico
Place of PublicationBasil
PublisherEven3
Pages1-13
Number of pages13
ISBN (Electronic)978-85-5722-355-4
Publication statusPublished - 2020
EventX Congresso Brasileiro de Direito Urbanístico - Palmas, Tocantins, Brazil
Duration: 22 Oct 201924 Oct 2019

Conference

ConferenceX Congresso Brasileiro de Direito Urbanístico
CountryBrazil
CityPalmas, Tocantins
Period22/10/1924/10/19

Keywords

  • Agricultura urbana
  • Hortas urbanas
  • Produção familiar em pequena escala
  • Palmas-TO
  • Urban Agriculture
  • Urban Gardens
  • Small-Scale Family Production

Cite this