Agir e papéis actanciais em um gênero multimodal: estudos de caso

Research output: Contribution to journalArticle

4 Downloads (Pure)

Abstract

O objetivo desta contribuição é mostrar alguns mecanismos de responsabilização enunciativa (Bronckart, 1999) presentes em gêneros textuais de natureza multimodal (com diferentes códigos semióticos em interação) e atestar algumas especificidades desses mecanismos em função das atividades sociais/ dos tipos de agir em que estão inseridos. O nosso estudo baseia-se, fundamentalmente, nas contribuições teóricas do Interacionismo Sociodiscursivo que considera, a partir de uma abordagem descendente de análise, que as unidades textuais infra-ordenadas – denominadas tipos de discurso - são condicionadas pelas atividades sociais/gêneros (Bronckart, 1999, 2004 e 2008) a que estão interligadas. Ainda, ao trabalharmos com gêneros textuais multimodais, os estudos de Kress & Van Leeuwen (2006), no que tange tanto aos significados representacionais (estruturas narrativas e conceituais), quanto dos significados interativos descritos pela gramática do design visual, serão também de extrema relevância. O corpus é constituído por exemplares de textos publicitários produzidos por instituições portuguesas com ou sem fins lucrativos, durante o ano de 2008. Através das análises efetuadas, a partir do levantamento das diversas vozes que ecoam nos textos multimodais analisados, observam-se diferentes papéis actanciais (com gradações de actancialidade diversas). Ainda, confirmou-se a hipótese de que os mecanismos de responsabilização enunciativa, diretamente relacionados à construção dos papéis actanciais dos enunciadores, podem vir a apresentar semiotizações distintas em função do tipo de agir/da atividade em que se inserem.
Original languagePortuguese
Pages (from-to)140-157
Number of pages18
JournalDiadorim
Volume16
Publication statusPublished - 2014

Keywords

  • Agir
  • Multimodalidade
  • Papel actancial
  • Gêneros textuais
  • Mecanismos de responsabilização enunciativa

Cite this