Afectivo Primitivo: Um estudo sobre a potência do corpo que dança a partir de Nietzsche segundo Deleuze

Research output: Chapter in Book/Report/Conference proceedingConference contribution

3 Downloads (Pure)

Abstract

Em “Da insaciabilidade no caso ou ao mesmo tempo um milagre”, de Hugo Calhim Cristovão e Joana von Mayer Trindade e (2017), quatro performers atiram-se para o solo e o ar insistentemente: caem, saltam, correm, giram, dobram- se, encavalitam-se, arqueiam-se, baixam-se, empurram-se, suspendem-se, prendem-se, torcem-se, agarram-se, entalam-se, largam-se, rastejam, lutam e ficam. A sua performance leva o corpo que dança ao limite daquilo que seria por este suportável num grito mudo por uma vida maior. A matriz geométrica da composição do espaço entre os performers, e entre as linhas que os ligam à presença de Almada Negreiros (o autor que influenciou esta peça coreográfica), torna-se o caminho percorrido para a metamorfose do corpo que dança. O esforço incessante daqueles performers tende para a “sensação de um máximo de potência”, seria isso a vida, enquanto a sua realidade mais profunda é esse querer (do querer) e não apenas a sua conservação — eles lutam por se expandir (Nietzsche, VP, II, 41).
Original languagePortuguese
Title of host publicationDa insaciabilidade no caso ou ao mesmo tempo um milagre
Place of PublicationPorto
PublisherFLUP
Pages71-74
Number of pages4
ISBN (Print)978 -989-99966 -5 -6
Publication statusPublished - 2017
EventAfectivo primitivo: um estudo sobre a potência do corpo que dança a partir de Nietzsche segundo Deleuze - Teatro Rivoli, Porto, Portugal
Duration: 31 May 2017 → …

Conference

ConferenceAfectivo primitivo: um estudo sobre a potência do corpo que dança a partir de Nietzsche segundo Deleuze
CountryPortugal
CityPorto
Period31/05/17 → …

Cite this

Mira, A. (2017). Afectivo Primitivo: Um estudo sobre a potência do corpo que dança a partir de Nietzsche segundo Deleuze. In Da insaciabilidade no caso ou ao mesmo tempo um milagre (pp. 71-74). Porto: FLUP.