A tradução de literatura escrita em português: Retrato da periferia

Research output: Chapter in Book/Report/Conference proceedingConference contribution

73 Downloads (Pure)

Abstract

As crescentes necessidades de comunicação em ambientes multilingues decorrentes da sociedade globalizada têm gerado uma tensão entre a manutenção e promoção do multilinguismo, por um lado, e a utilização de uma lingua franca, ou de um conjunto restrito de linguae francae consoante a geografia e o sector socioeconómico, por outro. A língua portuguesa apresenta-se bem posicionada para assumir um lugar de destaque na sociedade atual e constituir-se como lingua franca em certos setores, sendo a língua mais falada no hemisfério sul e a quarta mais falada em todo o mundo (Observatório da Língua Portuguesa, 2015).
Contudo, quando observamos a posição da língua portuguesa no universo da tradução, constatamos que, longe de ser uma língua central, é uma língua periférica no sistema mundial de tradução (Heilbron, 1999, 2010), no qual o inglês se destaca como única língua hipercentral, sendo o idioma de origem de 55% a 60% de todas as traduções a nível mundial.
Com base nos dados disponibilizados pelo Index Translationum, que contém informação bibliográfica sobre as obras traduzidas e publicadas em cerca de cem estados membros da UNESCO entre 1979 e 2009, fazemos uma análise das traduções de originais escritos em português. Pretendemos demonstrar que as obras em língua portuguesa estão pouco difundidas por via da tradução, sendo importante desenvolver políticas que promovam a tradução de autores que escrevem em português.
Original languagePortuguese
Title of host publicationColóquio «A Língua Portuguesa Nos Dias De Hoje»
EditorsAna Salgado
Place of PublicationLisboa
PublisherAcademia das Ciências de Lisboa
Pages93-99
Number of pages7
ISBN (Print)978-972-623-306-0
Publication statusPublished - 2016

Keywords

  • Tradução
  • Globalização
  • Multilinguismo
  • Multiculturalismo
  • Língua franca

Cite this