A sedução da ars epistolaris em Vergílio Ferreira

Research output: Chapter in Book/Report/Conference proceedingChapter

24 Downloads (Pure)

Abstract

Tributária das condições de conservação e ou destruição, espraiada entre o efémero e o duradouro, a autenticidade e a usurpação, o texto epistolar sujeita-se e sofre o destino precário dos escritos fragmentários. Os estudos literários têm, ao longo dos anos, preterido o estudo das correspondências, ao mesmo tempo que se tem assistido a um interesse crescente pelo estudo do romance epistolar e pela edição de correspondências de escritores, privilegiando o esclarecimento de aspetos pessoais e intimistas. Vergílio Ferreira foi um cultor da ars epistolaris, quer na sua essência matricial, para colmatar a ausência dos seus interlocutores (de que me permito destacar a correspondência com Jorge de Sena), quer a epistolografia ficcional. Ensaiaremos, pois, perscrutar o papel da ars epistolaris em diferentes obras, para ensaiar demonstrar a ambiguidade resultante do respeito pelas idiossincrasias do género e as propositadas transgressões. O dialogismo exibido ou escondido que convive com o tom monologal que, de forma inovadora, caracteriza estes textos conduz a uma reflexão sobre os topoi que estão presentes obras, nomeadamente os que espelham a carta como speculum animi, e como conversação in absentia.
Original languagePortuguese
Title of host publicationVergílio Ferreira em Évora
Subtitle of host publicationEntre o Silêncio e a Palavra Total
EditorsRosa Maria Goulart, Cristina Firmino Santos, Elisa Nunes Esteves, João Tiago Lima
Place of PublicationÉvora
PublisherÂncora Editora e Universidade de Évora
Pages233-246
Number of pages13
ISBN (Print) 978-972-780-579-2
Publication statusPublished - 2016
EventVergílio Ferreira em Évora. Entre o Silêncio e a Palavra Total. Congresso Internacional Comemorativo do Centenário do nascimento de Vergílio Ferreira - Universidade de Évora
Duration: 29 Feb 20162 Mar 2016

Conference

ConferenceVergílio Ferreira em Évora. Entre o Silêncio e a Palavra Total. Congresso Internacional Comemorativo do Centenário do nascimento de Vergílio Ferreira
Period29/02/162/03/16

Cite this

Seara, I. (2016). A sedução da ars epistolaris em Vergílio Ferreira. In R. M. Goulart, C. F. Santos, E. N. Esteves, & J. T. Lima (Eds.), Vergílio Ferreira em Évora : Entre o Silêncio e a Palavra Total (pp. 233-246). Évora: Âncora Editora e Universidade de Évora.
Seara, Isabel . / A sedução da ars epistolaris em Vergílio Ferreira. Vergílio Ferreira em Évora : Entre o Silêncio e a Palavra Total. editor / Rosa Maria Goulart ; Cristina Firmino Santos ; Elisa Nunes Esteves ; João Tiago Lima. Évora : Âncora Editora e Universidade de Évora, 2016. pp. 233-246
@inbook{e9452783094c40288c61627d7bc4a8a2,
title = "A sedu{\cc}{\~a}o da ars epistolaris em Verg{\'i}lio Ferreira",
abstract = "Tribut{\'a}ria das condi{\cc}{\~o}es de conserva{\cc}{\~a}o e ou destrui{\cc}{\~a}o, espraiada entre o ef{\'e}mero e o duradouro, a autenticidade e a usurpa{\cc}{\~a}o, o texto epistolar sujeita-se e sofre o destino prec{\'a}rio dos escritos fragment{\'a}rios. Os estudos liter{\'a}rios t{\^e}m, ao longo dos anos, preterido o estudo das correspond{\^e}ncias, ao mesmo tempo que se tem assistido a um interesse crescente pelo estudo do romance epistolar e pela edi{\cc}{\~a}o de correspond{\^e}ncias de escritores, privilegiando o esclarecimento de aspetos pessoais e intimistas. Verg{\'i}lio Ferreira foi um cultor da ars epistolaris, quer na sua ess{\^e}ncia matricial, para colmatar a aus{\^e}ncia dos seus interlocutores (de que me permito destacar a correspond{\^e}ncia com Jorge de Sena), quer a epistolografia ficcional. Ensaiaremos, pois, perscrutar o papel da ars epistolaris em diferentes obras, para ensaiar demonstrar a ambiguidade resultante do respeito pelas idiossincrasias do g{\'e}nero e as propositadas transgress{\~o}es. O dialogismo exibido ou escondido que convive com o tom monologal que, de forma inovadora, caracteriza estes textos conduz a uma reflex{\~a}o sobre os topoi que est{\~a}o presentes obras, nomeadamente os que espelham a carta como speculum animi, e como conversa{\cc}{\~a}o in absentia.",
author = "Isabel Seara",
note = "info:eu-repo/grantAgreement/FCT/5876/147316/PT# UID/LIN/03213/2013",
year = "2016",
language = "Portuguese",
isbn = "978-972-780-579-2",
pages = "233--246",
editor = "Goulart, {Rosa Maria} and Santos, {Cristina Firmino} and Esteves, {Elisa Nunes} and Lima, {Jo{\~a}o Tiago}",
booktitle = "Verg{\'i}lio Ferreira em {\'E}vora",
publisher = "{\^A}ncora Editora e Universidade de {\'E}vora",

}

Seara, I 2016, A sedução da ars epistolaris em Vergílio Ferreira. in RM Goulart, CF Santos, EN Esteves & JT Lima (eds), Vergílio Ferreira em Évora : Entre o Silêncio e a Palavra Total. Âncora Editora e Universidade de Évora, Évora, pp. 233-246, Vergílio Ferreira em Évora. Entre o Silêncio e a Palavra Total. Congresso Internacional Comemorativo do Centenário do nascimento de Vergílio Ferreira, 29/02/16.

A sedução da ars epistolaris em Vergílio Ferreira. / Seara, Isabel .

Vergílio Ferreira em Évora : Entre o Silêncio e a Palavra Total. ed. / Rosa Maria Goulart; Cristina Firmino Santos; Elisa Nunes Esteves; João Tiago Lima. Évora : Âncora Editora e Universidade de Évora, 2016. p. 233-246.

Research output: Chapter in Book/Report/Conference proceedingChapter

TY - CHAP

T1 - A sedução da ars epistolaris em Vergílio Ferreira

AU - Seara, Isabel

N1 - info:eu-repo/grantAgreement/FCT/5876/147316/PT# UID/LIN/03213/2013

PY - 2016

Y1 - 2016

N2 - Tributária das condições de conservação e ou destruição, espraiada entre o efémero e o duradouro, a autenticidade e a usurpação, o texto epistolar sujeita-se e sofre o destino precário dos escritos fragmentários. Os estudos literários têm, ao longo dos anos, preterido o estudo das correspondências, ao mesmo tempo que se tem assistido a um interesse crescente pelo estudo do romance epistolar e pela edição de correspondências de escritores, privilegiando o esclarecimento de aspetos pessoais e intimistas. Vergílio Ferreira foi um cultor da ars epistolaris, quer na sua essência matricial, para colmatar a ausência dos seus interlocutores (de que me permito destacar a correspondência com Jorge de Sena), quer a epistolografia ficcional. Ensaiaremos, pois, perscrutar o papel da ars epistolaris em diferentes obras, para ensaiar demonstrar a ambiguidade resultante do respeito pelas idiossincrasias do género e as propositadas transgressões. O dialogismo exibido ou escondido que convive com o tom monologal que, de forma inovadora, caracteriza estes textos conduz a uma reflexão sobre os topoi que estão presentes obras, nomeadamente os que espelham a carta como speculum animi, e como conversação in absentia.

AB - Tributária das condições de conservação e ou destruição, espraiada entre o efémero e o duradouro, a autenticidade e a usurpação, o texto epistolar sujeita-se e sofre o destino precário dos escritos fragmentários. Os estudos literários têm, ao longo dos anos, preterido o estudo das correspondências, ao mesmo tempo que se tem assistido a um interesse crescente pelo estudo do romance epistolar e pela edição de correspondências de escritores, privilegiando o esclarecimento de aspetos pessoais e intimistas. Vergílio Ferreira foi um cultor da ars epistolaris, quer na sua essência matricial, para colmatar a ausência dos seus interlocutores (de que me permito destacar a correspondência com Jorge de Sena), quer a epistolografia ficcional. Ensaiaremos, pois, perscrutar o papel da ars epistolaris em diferentes obras, para ensaiar demonstrar a ambiguidade resultante do respeito pelas idiossincrasias do género e as propositadas transgressões. O dialogismo exibido ou escondido que convive com o tom monologal que, de forma inovadora, caracteriza estes textos conduz a uma reflexão sobre os topoi que estão presentes obras, nomeadamente os que espelham a carta como speculum animi, e como conversação in absentia.

M3 - Chapter

SN - 978-972-780-579-2

SP - 233

EP - 246

BT - Vergílio Ferreira em Évora

A2 - Goulart, Rosa Maria

A2 - Santos, Cristina Firmino

A2 - Esteves, Elisa Nunes

A2 - Lima, João Tiago

PB - Âncora Editora e Universidade de Évora

CY - Évora

ER -

Seara I. A sedução da ars epistolaris em Vergílio Ferreira. In Goulart RM, Santos CF, Esteves EN, Lima JT, editors, Vergílio Ferreira em Évora : Entre o Silêncio e a Palavra Total. Évora: Âncora Editora e Universidade de Évora. 2016. p. 233-246