A síntese: da descrição linguística à transposição didática

Research output: Contribution to conferenceAbstract

3 Downloads (Pure)

Abstract

A síntese é um género textual cujo domínio se revela fundamental para o desempenho de tarefas escolares e profissionais – em contexto escolar, é encarada como ferramenta de trabalho transdisciplinar ao serviço da construção de conhecimento; em contexto profissional, como formato de comunicação especializado. A apropriação da síntese não se faz espontaneamente, mas decorre da aprendizagem formal, constituindo objeto específico de estudo na disciplina de Português (segundo os documentos normativos que regem esta disciplina, o estudo da síntese é conteúdo programático no Ensino Básico e Secundário). No entanto, em Portugal são ainda escassos quer estudos que, cruzando as áreas da Linguística Textual e da Didática das Línguas, incidam não só sobre a descrição linguística da síntese, mas também na sua transposição didática. Por forma a colmatar esta necessidade, esta apresentação tem em vista criar perspetivas de trabalho no concernente à descrição e didatização do género síntese (1). Assim, num primeiro momento, optando por uma via de abordagem predominantemente qualitativa e interpretativa, sintetizaremos os principais parâmetros linguístico-textuais da síntese, com base nos estudos teóricos disponíveis, tendo em conta sobretudo as relações que se estabelecem entre o(s) texto(s)-fonte e a síntese propriamente dita, bem como os procedimentos de seleção, condensação e reformulação de informação implicados nas fases de compreensão do texto-fonte e de produção da síntese. Para isso, privilegiaremos estudos levados a cabo na área da descrição de géneros textuais, em geral (ex.: Coutinho 2006, Gonçalves & Miranda 2007, Coutinho & Miranda 2009) e da síntese, em particular (e.g. Bernié 1993, Wirthner 2006, Jorge 2017). Num segundo momento, partilharemos um percurso didático que operacionaliza o processo de ensino-aprendizagem da síntese. Testado em trabalho de campo, com uma turma de 7.º ano de escolaridade, este percurso tem como ponto de partida o visionamento ativo do vídeo “A maior lição do mundo” (UNICEF), envolvendo atividades de compreensão e produção textual (oral e escrita) e potenciando o desenvolvimento da Literacia Científica (área do Desenvolvimento Sustentável). Partindo de um caso específico – o ensino-aprendizagem do género síntese –, pretendemos reforçar a utilidade que o trabalho colaborativo entre investigadores e professores pode ter para o desenvolvimento das áreas da Linguística (Aplicada ao Ensino) e Didática das Línguas. Se a qualidade das práticas escolares depende do conhecimento teórico-epistemológico que as sustenta, a investigação em Didática ou Linguística Aplicada não pode deixar de passar também pela partilha e reflexão sobre práticas pedagógicas atestadas.
Original languagePortuguese
Pages57
Number of pages1
Publication statusPublished - 2017
EventXXXIII Encontro Nacional da Associação Portuguesa de Linguística - Colégio do Espírito Santo, Évora, Portugal
Duration: 27 Sep 201729 Sep 2017
https://enapl2017.apl.pt

Conference

ConferenceXXXIII Encontro Nacional da Associação Portuguesa de Linguística
CountryPortugal
CityÉvora
Period27/09/1729/09/17
Internet address

Keywords

  • síntese
  • género textual
  • transposição didática
  • literacia científica

Cite this