A representação de contextos socioculturais ‘renascentistas’ na ópera oitocentista

Research output: Contribution to conferenceAbstract

1 Downloads (Pure)

Abstract

O séc. XIX surge como um marco, na medida em que rompe com muitos dos ideais que vigoravam anteriormente na Europa, inaugurando-se uma nova mentalidade que se refletirá numa forma diferente de fazer história, bem como num despertar nacional, político e social. Esta conjuntura focalizou a atenção dos artistas para o passado das suas respetivas nações, sendo responsável pelo ressurgimento de temas da história nacional que seriam adaptados nas artes. Nasce, desta forma, uma Ópera, que tem como exemplos, Les Huguenots, Os mestres cantores de Nuremberga e Rigoletto, com acção decorrente no século XVI, e sintomática do desenvolvimento de uma consciência nacional, assentando as suas raízes num passado musical escolhido e idealizado segundo o contexto sociocultural do respetivo compositor.
Original languagePortuguese
Number of pages1
Publication statusPublished - 2016
EventV Seminário Música, Teoria Crítica e Comunicação - FCSH/NOVA, Lisboa, Portugal
Duration: 28 Apr 201614 Jul 2016

Seminar

SeminarV Seminário Música, Teoria Crítica e Comunicação
Abbreviated titleV MTCC
CountryPortugal
CityLisboa
Period28/04/1614/07/16

Cite this

Lima , M. (2016). A representação de contextos socioculturais ‘renascentistas’ na ópera oitocentista. Abstract from V Seminário Música, Teoria Crítica e Comunicação, Lisboa, Portugal.