A recepção do Requiem de Niccoló Jomelli (1714-1774) em Portugal: Estudo dos manuscritos presentes em acervos portugueses

Research output: Contribution to conferenceAbstract

Abstract

A partir de 1769, sob a encomenda de D. José I, Nicoló Jommelli (1714-1774) passa a enviar para Lisboa ópera e música religiosa, sendo a Missa de Requiem, composta em 1756 para o funeral da mãe do Duque de Württemberg - Maria Augusta, incorporada em muitas das exequias solenes e nas celebrações anuais da Irmandade de Santa Cecília pela alma de seus irmãos defuntos. O viajante inglês Willian Beckford relata com muita satisfação, em 1787, as suas impressões após ouvir os músicos da Capela Real a executar, na Igreja dos Mártires, "a missa solene de Jommelli" antecedida pelo Mattutino dei Morti de David Peres. Tais obras configuram o repertório fúnebre de referência na música portuguesa setecentista e oitocentista. Alguns manuscritos presentes em arquivos portugueses comprovam a longevidade interpretativa do mencionado requiem por todo o século XIX até princípios do século XX apresentando variadas formações do seu efetivo. Pretendemos na presente comunicação analisar alguns destes manuscritos na intenção de entender a circulação e as formas de recepção do Requiem de Jommeli em Portugal e o seu contributo para as práticas interpretativas actuais.

Conference

ConferenceColóquio Internacional Niccolò Jomelli, Christoph Willibald Gluck e Pedro António Avondano, 300 anos de nascimento
CountryPortugal
CityQueluz
Period20/06/1422/06/14

Keywords

  • música
  • musicologia
  • século XX

Cite this

Paula, R. T. D. (2014). A recepção do Requiem de Niccoló Jomelli (1714-1774) em Portugal: Estudo dos manuscritos presentes em acervos portugueses. Abstract from Colóquio Internacional Niccolò Jomelli, Christoph Willibald Gluck e Pedro António Avondano, 300 anos de nascimento, Queluz, Portugal.