A receção de Jacques Offenbach em Portugal: a ação do Teatro de São João a partir da imprensa periódica coeva

Research output: Contribution to conferenceAbstract

Abstract

A estreia portuguesa das obras de Jacques Offenbach é indissociável da história da opereta no país. Segundo Gonçalves (2003), a estabilização das práticas de “ópera cómica” em Lisboa deu-se entre 1841 e 1851, ecoando intensamente nos discursos publicados das camadas burguesas liberais de então. Segundo Vieira de Carvalho (1986; 1988; 1999), Offenbach tomaria de rompante o sistema de produção lisboeta com as estreias de La Grande-Duchesse de Gérolstein, Barbe-Bleue e La Belle Hélène, a partir de 1868, nos teatros do Príncipe Real e da Trindade. Os estudos de Artiaga (2007; 2013), Silva (2011), Gomes (2012), Gonçalves (2012), Cymbron (2014) e Gaspar (2015) demonstraram não só a prevalência de operetas de Offenbach na programação dos teatros portugueses, mas também a sua influência sobre os autores nacionais, de então ao dealbar do século XX.
Não obstante a referência cronológica fornecida por Vieira de Carvalho, fontes como Sousa Bastos (1908) permitem recuar o estudo da recepção de Offenbach em Portugal até à estreia de Le violoneux e Le 66, em 1859 e 1861, respetivamente. A isto acrescem as informações fornecidas pelos periódicos coevos, que levam a incluir nesta análise centros para além da capital, neste caso o Porto e especificamente o Teatro de S. João.
Partindo da cronologia por Juracyara B. Silva (2004) das apresentações de “comédia lírica” no Porto, entre 1850 e 1900, identificarei referências nas publicações periódicas a apresentações de teatro musical, incluindo obras de Offenbach, no Teatro de S. João entre as décadas de 1850 e 1860, nos meses de interregno das épocas de ópera; discutirei algumas das motivações apresentadas para a realização desses espetáculos; analisarei as ligações estabelecidas nesses discursos entre os espetáculos e as atividades de outras instituições portuenses e lisboetas, particularmente companhias teatrais em digressão.
Creio que a recolha e análise sistemática das representações destes eventos nos jornais e revistas permitirá desenvolver uma compreensão mais detalhada das particularidades locais da recepção de Offenbach no Portugal da segunda metade do século XIX.
Original languagePortuguese
Pages21
Publication statusPublished - 2017
EventO Velho Teatro de São João do Porto (1798-1908): História, Cultura e Políticas do Espetáculo Operático e Teatral no Longo Século XIX - Teatro Nacional de S. João, Porto, Portugal
Duration: 29 Sep 201730 Sep 2017

Conference

ConferenceO Velho Teatro de São João do Porto (1798-1908)
CountryPortugal
CityPorto
Period29/09/1730/09/17

Keywords

  • Offenbach
  • Opereta
  • Recepção
  • Imprensa Periódica
  • Teatro de S. João

Cite this

Gaspar, F. (2017). A receção de Jacques Offenbach em Portugal: a ação do Teatro de São João a partir da imprensa periódica coeva. 21. Abstract from O Velho Teatro de São João do Porto (1798-1908), Porto, Portugal.