A presença da cortiça no património construído da Ordem de Avis, em terras do Alto Alentejo, no início da Idade Moderna

Research output: Contribution to journalArticle

3 Downloads (Pure)

Abstract

Este artigo constitui um contributo para o conhecimento histórico do uso da cortiça como material de construção. Consiste num caso de
estudo que tem por base o tombo de uma Visitação da Ordem de Avis, realizada em 1519 a cinco comendas do Alto Alentejo. Numa região onde abundam os montados de sobro, a cortiça
estava presente em cerca de 40% dos edifícios que a Ordem possuía nas povoações visitadas e era utilizada em várias soluções construtivas.

This article provides a contribution to the knowledge of the historical use of cork as a building material. It is a case study based on the record of a visitation conducted by the Order of Aviz in 1519 to five commanderies in Alto Alentejo. In a region where cork oak woodlands abound, cork was used in around 40% of the buildings owned by the Order in the villages that they visited and
it was used for various building purposes.
Original languagePortuguese
Pages (from-to)51-84
Number of pages35
JournalFragmenta Historica
Volume9
Publication statusPublished - 2021

Cite this