A organização científica do trabalho em Portugal após a II Guerra Mundial: uma síntese

Research output: Contribution to journalArticle

14 Downloads (Pure)

Abstract

Após a II Guerra Mundial, o aprofundamento dos estudos e da aplicação dos métodos de organização científica do trabalho tem a sua época de maior desenvolvimento. É, de facto, neste período que se dá início ao que podemos considerar como a «época de ouro» da organização científica do trabalho no País, durante a qual são criados organismos privados e estatais que têm por objectivo difundir estes princípios não só a nível industrial, mas também agrícola e administrativo. As lógicas da época não são alheias a esta realidade, encontrando-se a mesma enredada nas dinâmicas da assistência técnica norte-americana, da inserção de Portugal nos organismos de cooperação económica e sendo influenciada por outros impactos internacionais, bem como pela forma como todos estes elementos se relacionam com os desafios que Portugal enfrentava na época, com a procura da produtividade e com a tomada de consciência sobre a necessidade de ultrapassar as debilidades existentes.

It is after the World War II that further studies and the application of scientific management has its time of greatest development. It is, in fact, in this period that begins what we might call as the "golden age" of scientific management in the country, in which are created private and state organisms which aim to disseminate these principles not only industrially, but also agricultural and administratively. The logic of the time is not oblivious to this reality, being entangled in the dynamics of the North-American technical assistance, the inclusion of Portugal in the bodies of economical cooperation and being influenced by other international impacts, as well as by how all these elements relate to the challenges that Portugal faced at the time, with the pursuit of productivity and with the awareness of the need to overcome the weaknesses that have been revealed during the World War II.
Original languagePortuguese
Pages (from-to)117-139
Number of pages23
JournalPortuguese Studies Review
Volume23
Issue number1
Publication statusPublished - 1 Jul 2015

Cite this