A obra de Constança Capdeville: itinerários artísticos, sociais e afetivos

Research output: Chapter in Book/Report/Conference proceedingChapterpeer-review

17 Downloads (Pure)

Abstract

Constança Capdeville (1937-1992) foi compositora, pianista, percussionista e professora, desenvolveu uma prática e reflexão estética que gostava de designar como teatro-música, ligando a investigação sonora a elementos teatrais e gestuais, bem como a poesia, literatura e cinema, na tentativa de descobrir e reinventar novas formas de criação e da própria performance1 musical. Por essa razão, a compositora é atualmente considerada a grande figura do teatro-música em Portugal. Constança Capdeville nasceu em Barcelona no dia 16 de março de 1937, em plena Guerra Civil Espanhola, e costumava dizer que tinha nascido debaixo do som de bombas. Na sequência dos tumultos político-sociais que se viviam no seu país de origem, em 1951, com apenas catorze anos, Capdeville muda- se juntamente com a sua família para Lisboa, tendo aqui permanecido até à data da sua morte, dia 4 de fevereiro de 1992. A compositora tinha uma enorme admiração pelo seu pai. Filipe Capdeville era um homem culto e com uma imensa sensibilidade e gosto pelas artes, aliás é o senhor Capdeville que incute esse gosto na filha, levando-a a diversos eventos culturais e artísticos desde muito cedo. Constança Capdeville era uma leitora ávida e tinha um enorme interesse pelas artes em geral, mas em particular pela música, a dança, o teatro e o cinema.
Original languagePortuguese
Title of host publicationGeografias culturais da música
Subtitle of host publicationdo som e do silêncio
EditorsAna Francisca de Azevedo, Beatriz Helena Furlanetto, Carlos Alberto Augusto, Miguel Bandeira Duarte
Place of PublicationGuimarães
PublisherLaboratório de Paisagens, Património e Território​ (Lab2PT) - Universidade do Minho
Pages275-299
Number of pages24
ISBN (Electronic)978-989-8963-44-4
Publication statusPublished - 31 Dec 2020

Cite this