A Morte de um Ditador

O Visual e o Olhar no Funeral de António de Oliveira Salazar

Research output: ThesisMaster's Thesis

Abstract

Nas sociedades contemporâneas, a morte é um assunto privado e essencialmente relevante para a família e amigos mais próximos. Contudo, algumas mortes possuem uma importância pública que é evidenciada pela sua repercussão mediática, principalmente a nível de imagens. Nesse sentido, este trabalho enceta uma análise do papel do visual e do olhar nos eventos associados à morte de pessoas que, devido à sua vida ou falecimento, são consideradas pelo Estado, população e media como simbolicamente importantes para a generalidade da comunidade. Devido à diversidade cultural, histórica e política do universo de pesquisa, a segunda parte do trabalho centra-se na análise detalhada do funeral de uma única individualidade: António de Oliveira Salazar (1889-1970). Nesse sentido, este trabalho é uma contribuição para o estudo da imagem poliédrica produzida pelo ditador e vários agentes sociais, dos modos de reprodução social do regime e do status quo e da realidade social, política e mediática de Portugal em 1970.
Original languagePortuguese
QualificationMaster of Philosophy
Awarding Institution
  • Faculdade de Ciências Sociais e Humanas (FCSH)
Supervisors/Advisors
  • Neves, José Manuel Viegas , Supervisor
  • Costa, Catarina Alves, Supervisor
Award date17 Sep 2013
Publication statusPublished - 2013

Keywords

  • Antropologia visual
  • Antropologia da morte
  • Funeral
  • Corpo
  • Salazar

Cite this

@phdthesis{08ef27b8d16d40a5a597b7553aea64ef,
title = "A Morte de um Ditador: O Visual e o Olhar no Funeral de Ant{\'o}nio de Oliveira Salazar",
abstract = "Nas sociedades contempor{\^a}neas, a morte {\'e} um assunto privado e essencialmente relevante para a fam{\'i}lia e amigos mais pr{\'o}ximos. Contudo, algumas mortes possuem uma import{\^a}ncia p{\'u}blica que {\'e} evidenciada pela sua repercuss{\~a}o medi{\'a}tica, principalmente a n{\'i}vel de imagens. Nesse sentido, este trabalho enceta uma an{\'a}lise do papel do visual e do olhar nos eventos associados {\`a} morte de pessoas que, devido {\`a} sua vida ou falecimento, s{\~a}o consideradas pelo Estado, popula{\cc}{\~a}o e media como simbolicamente importantes para a generalidade da comunidade. Devido {\`a} diversidade cultural, hist{\'o}rica e pol{\'i}tica do universo de pesquisa, a segunda parte do trabalho centra-se na an{\'a}lise detalhada do funeral de uma {\'u}nica individualidade: Ant{\'o}nio de Oliveira Salazar (1889-1970). Nesse sentido, este trabalho {\'e} uma contribui{\cc}{\~a}o para o estudo da imagem poli{\'e}drica produzida pelo ditador e v{\'a}rios agentes sociais, dos modos de reprodu{\cc}{\~a}o social do regime e do status quo e da realidade social, pol{\'i}tica e medi{\'a}tica de Portugal em 1970.",
keywords = "Antropologia visual, Antropologia da morte, Funeral, Corpo, Salazar",
author = "{Lacerda Fernandes}, Rodrigo",
note = "OE/SADG/UI4038/2011",
year = "2013",
language = "Portuguese",
school = "Faculdade de Ci{\^e}ncias Sociais e Humanas (FCSH)",

}

Lacerda Fernandes, R 2013, 'A Morte de um Ditador: O Visual e o Olhar no Funeral de António de Oliveira Salazar', Master of Philosophy, Faculdade de Ciências Sociais e Humanas (FCSH).

TY - THES

T1 - A Morte de um Ditador

T2 - O Visual e o Olhar no Funeral de António de Oliveira Salazar

AU - Lacerda Fernandes, Rodrigo

N1 - OE/SADG/UI4038/2011

PY - 2013

Y1 - 2013

N2 - Nas sociedades contemporâneas, a morte é um assunto privado e essencialmente relevante para a família e amigos mais próximos. Contudo, algumas mortes possuem uma importância pública que é evidenciada pela sua repercussão mediática, principalmente a nível de imagens. Nesse sentido, este trabalho enceta uma análise do papel do visual e do olhar nos eventos associados à morte de pessoas que, devido à sua vida ou falecimento, são consideradas pelo Estado, população e media como simbolicamente importantes para a generalidade da comunidade. Devido à diversidade cultural, histórica e política do universo de pesquisa, a segunda parte do trabalho centra-se na análise detalhada do funeral de uma única individualidade: António de Oliveira Salazar (1889-1970). Nesse sentido, este trabalho é uma contribuição para o estudo da imagem poliédrica produzida pelo ditador e vários agentes sociais, dos modos de reprodução social do regime e do status quo e da realidade social, política e mediática de Portugal em 1970.

AB - Nas sociedades contemporâneas, a morte é um assunto privado e essencialmente relevante para a família e amigos mais próximos. Contudo, algumas mortes possuem uma importância pública que é evidenciada pela sua repercussão mediática, principalmente a nível de imagens. Nesse sentido, este trabalho enceta uma análise do papel do visual e do olhar nos eventos associados à morte de pessoas que, devido à sua vida ou falecimento, são consideradas pelo Estado, população e media como simbolicamente importantes para a generalidade da comunidade. Devido à diversidade cultural, histórica e política do universo de pesquisa, a segunda parte do trabalho centra-se na análise detalhada do funeral de uma única individualidade: António de Oliveira Salazar (1889-1970). Nesse sentido, este trabalho é uma contribuição para o estudo da imagem poliédrica produzida pelo ditador e vários agentes sociais, dos modos de reprodução social do regime e do status quo e da realidade social, política e mediática de Portugal em 1970.

KW - Antropologia visual

KW - Antropologia da morte

KW - Funeral

KW - Corpo

KW - Salazar

M3 - Master's Thesis

ER -