A missão de Eusébio da Fonseca a Londres (1912-1913) e a economia da Índia e de Macau

Research output: Contribution to journalArticlepeer-review

2 Downloads (Pure)

Abstract

Em novembro de 1912, Domingos Eusébio da Fonseca, diretor‑geral de Fazenda das Colónias, partiu para Londres, incumbido pelo Governo de negociar um acordo que permitisse o fornecimento inglês de matéria‑prima para a destilação de bebidas alcoólicas na Índia Portuguesa. Este objetivo ini‑ cial alargou‑se, integrando também o acordo de comércio do ópio, comum a Macau e a Hong Kong. Em ambos os casos estamos perante questões relevantes para a economia colonial, sempre dependente de espaços adja‑ centes, particularmente das colónias britânicas. No entanto, o posiciona‑ mento foi divergindo de acordo com as necessidades. Eusébio da Fonseca era, à data da par‑ tida, uma personagem envolta em controvérsias e sobre quem estava a ser realizado um inquérito parlamen‑ tar. O prolongamento da sua estadia aumentou a contestação, sobretudo partidária, aos seus interesses e aos resultados da missão.
Original languagePortuguese
Pages (from-to)11-24
Number of pages14
JournalR:I / Relações Internacionais
Issue number61
DOIs
Publication statusPublished - 2019

Keywords

  • Macau
  • colónias
  • abcári
  • ópio
  • Índia

Cite this