A máscara, incorporação da exterioridade, expulsão e controlo da interioridade, reforço da identidade

Research output: Contribution to journalArticle

33 Downloads (Pure)

Abstract

“Máscaras e Mascaradas” são abordadas não como um tema mas como um objecto estratégico que permite pôr à prova a dimensão heurística do desafio estrutural-dinâmico, o qual parte da detecção da insuficiência das ‘soluções’ anteriores. Nas sociedades contra o Estado, a dimensão tribal destes processos é pensada como um sistema de variantes no interior do qual são negociadas tensões de género, inter-geracionais e inter-étnicas, a favor da ‘sociedade dos homens’ e da ‘dominação masculina’. A emergência do Estado, como Grande Máscara grupal, e a sua rápida transformação, ocultando ou marginalizando essas manifestações, obriga a repensar a dimensão histórica como estruturada por um sistema de transformações, na direcção de contextos de complexidade crescente.
Original languagePortuguese
Pages (from-to)43-79
Number of pages36
JournalTrabalhos de Antropologia e Etnologia
Volume56
Publication statusPublished - 2016

Keywords

  • Rituais
  • Sistemas de Transformações
  • Estado-Máscara

Cite this