A Luta de Classes em Portugal (1919-1926). A Esquerda Republicana e o Bloco Radical

Research output: ThesisDoctoral Thesis

Abstract

Com o presente trabalho estudamos a Primeira República do pós-guerra (1919-1926), procurando compreender o sentido histórico desses anos atribulados, caracterizados por uma permanente instabilidade governativa e pelo desassossego dos agentes sociais. Defendemos existir uma explicação que torna os últimos anos do regime republicano, aparentemente caóticos, compreensíveis: à semelhança de outros países europeus, a especificidade dos anos 20 portugueses reside num fenómeno de polarização política da sociedade, na mobilização e organização de forças mediante os quadrantes da esquerda e da direita modernas. Concretamente, o nosso objecto de estudo consiste na esquerda republicana, um campo que se autonomizou dentro do republicanismo durante o pós-guerra, e no bloco radical, conceito analítico sob o qual englobamos manifestações heteróclitas (partidárias, armadas, intelectuais, unitárias) do fenómeno de polarização política à esquerda.
Original languagePortuguese
Supervisors/Advisors
  • Rosas, Fernando José Mendes, Supervisor
Award date31 Mar 2016
Publication statusPublished - 2016

Keywords

  • republicana
  • Cultura política
  • entre-guerras
  • esquerda

Cite this