A importância do setor das energias renováveis na economia circular: uma revisão crítica aplicada ao contexto português

Research output: Chapter in Book/Report/Conference proceedingConference contribution

265 Downloads (Pure)

Abstract

A relação entre o desenvolvimento económico e o uso indiscriminado dos recursos naturais para satisfação das necessidades de uma sociedade cada vez mais globalizada, teve como base um modelo de Economia Linear (EL), suportado num crescimento económico de abordagem linear: Extrair-Produzir-Consumir-Eliminar, o qual tem proporcionado efeitos negativos, sacrificando o meio ambiente e as comunidades mais pobres. Este modelo não se apresenta sustentável no futuro. Como resultado, estamos perante a necessidade urgente de procurar alternativas mais eficientes para uma mudança dos padrões de produção e consumo, que reduzam a pressão sobre os recursos naturais e sobre o clima, atribuído à atividade humana. Surge então, uma nova perspetiva denominada de Economia Circular (EC), a qual consiste numa abordagem circular no uso de materiais e energia, designada de 4R: Reduzir-Reutilizar-Reciclar-Recuperar, como forma de reduzir o desperdício dos recursos naturais e a poluição. Embora a base do conceito não seja nova, a adoção de uma abordagem suportada na EC, é ainda um grande desafio. Conscientes da necessidade de mudança, Organizações Governamentais têm vindo a apoiar essa transição, definindo estratégias, produzindo legislação e propondo a revisão de políticas setoriais essencialmente ao nível dos resíduos sólidos, das energias renováveis e da eficiência energética assentes nos princípios da EC. A recente aprovação do Plano de Ação para a Economia Circular (PAEC) mostra a relevância que o tema tem adquirido também em Portugal onde as matérias-primas representam 53 % dos custos da indústria transformadora, 42 % da agricultura, 37 % do setor da energia (RCM nº 190A/2017, de 11 de dezembro). Nesse contexto, o presente artigo tem como objetivo apresentar os principais conceitos da EC, bem como analisar o PAEC e as propostas europeias e a sua aplicação às políticas de promoção das fontes de energia renovável. Tendo como base a revisão crítica da bibliografia, pretende-se sustentar uma reflexão que permita dotar de conhecimento e difundir resultados sobre os benefícios e obstáculos para a incorporação da EC no contexto Português direcionado para o setor das energias renováveis.
Original languagePortuguese
Title of host publicationLivro de atas do XVI Colóquio Ibérico de Geografia
Subtitle of host publicationPenínsula Ibérica no Mundo: problemas e desafios para uma intervenção ativa da Geografia.
EditorsJosé Fernandes, Jorge Olcina, Maria Lucinda Fonseca, Eduarda Costa, Ricardo Garcia, Carlos Freitas
Place of PublicationLisboa
PublisherCentro de Estudos Geográficos da Universidade de Lisboa
Pages1108-1116
Number of pages9
ISBN (Electronic)978-972-636-275-3
Publication statusPublished - 2018
Event
XVI Colóquio Ibérico de Geografia
- Lisboa, Portugal
Duration: 5 Nov 20187 Nov 2018

Conference

Conference
XVI Colóquio Ibérico de Geografia
CountryPortugal
CityLisboa
Period5/11/187/11/18

Keywords

  • Desenvolvimento sustentável
  • Economia linear
  • Economia circular
  • Plano de ação economia circular
  • Energias renováveis

Cite this