A Guerra dos Sete Anos na Amazônia (1756-1763): os Habitantes das Fronteiras e a Defesa dos Impérios

Research output: Contribution to conferenceAbstract

5 Downloads (Pure)

Abstract

A Guerra dos Sete Anos (1756-1763) foi uma das primeiras guerras globais e nela participaram as principais potências da época. Espanha e Portugal, porém, só entraram no conflito na sua fase final.
Enfrentadas em bandos distintos, as coroas ibéricas estiveram em guerra durante um breve periodo, conhecido pela historiografia portuguesa como a Guerra Fantástica (1762-1763). Os episódios mais conhecidos desta guerra foram uma falida invasão terrestre de Portugal e a captura da Colônia do Sacramento por parte do Governador de Buenos Aires. Menos estudados são os efectos da guerra
nas extensas fronteiras amazônicas que compartilhavam Espanha e Portugal no coração da América do Sul.
Se apresenta nesta comunicação um projeto de pesquisa em andamento para o estudo exaustivo das políticas coloniais nas fronteiras amazônicas durante aquela guerra, a negociação para a aplicação dessas políticas e as agências locais envolvidas na defesa dos espaços em litígio.
Aproveitando a conjunctura da crise bélica e a produção documental por ela gerada, o projeto procura construir uma história social das fronteiras amazônicas, emfatizando a participação das populações indígenas.
Na segunda parte da comunicação se apresenta um estudo de caso para explorar as possibilidades das perspectivas microhistórica e pan-amazônica escolhidas para o citado projeto de pesquisa.
Original languageEnglish
Pages3-4
Number of pages2
Publication statusPublished - 7 Jun 2019
EventSeminário Permanente de Estudos sobre a Amazónia - NOVA, Lisboa, Portugal
Duration: 7 Jun 2019 → …
http://cham.fcsh.unl.pt/ac_actividade.aspx?ActId=928

Conference

ConferenceSeminário Permanente de Estudos sobre a Amazónia
CountryPortugal
CityLisboa
Period7/06/19 → …
Internet address

Fingerprint Dive into the research topics of 'A Guerra dos Sete Anos na Amazônia (1756-1763): os Habitantes das Fronteiras e a Defesa dos Impérios'. Together they form a unique fingerprint.

Cite this