A escrita feminina na Roma antiga

Research output: Contribution to conferenceAbstract

Abstract

Os nomes femininos não constam no rol dos escritores maiores que a tradição da Roma antiga nos legou, o que não quer dizer que a literatura escrita por mulheres não tenha existido e que não tenha chegado até nós de forma menos visível. Esta ausência justifica-se pelo papel da mulher romana, circunscrito sobretudo à família ou à religião e afastado dos cargos públicos e políticos reservados ao homem. Mesmo assim, com maior ou menor discrição, a mulher encontrou diversas formas de exercer a sua influência e poder, segundo os próprios interesses. A partir do séc. II a.C., com a intensificação do helenismo em Roma, a mulher das classes mais privilegiadas tinha frequentemente a liberdade de obter uma formação cultural muito próxima da do homem, na sua própria casa. Os autores latinos referem criticamente diferentes casos, quer de mulheres cultas quer de mulheres escritoras, que serão também comentados nesta sessão.
Original languagePortuguese
Pagesonline
Publication statusUnpublished - 18 Apr 2019
EventII Ciclo de Conferências «Literatura Escrita por Mulheres» - Biblioteca do Palácio Galveias, Lisboa, Portugal
Duration: 27 Sep 201830 May 2019

Conference

ConferenceII Ciclo de Conferências «Literatura Escrita por Mulheres»
CountryPortugal
CityLisboa
Period27/09/1830/05/19

Keywords

  • Roma antiga
  • escrita feminina
  • nomes femininos

Cite this

Laureano Santos, M. R. (2019). A escrita feminina na Roma antiga. online. Abstract from II Ciclo de Conferências «Literatura Escrita por Mulheres», Lisboa, Portugal.