A entomologia médica no contexto da Medicina Tropical portuguesa (1902-1966): um olhar sobre a colecção Histórica da ENTOMOTECA Henrique Ribeiro e Helena Ramos.

Research output: Contribution to conferenceAbstract

4 Downloads (Pure)

Abstract

A importância médica de alguns insectos surgiu no final do século XIX com o reconhecimento da comunidade médica e científica do seu envolvimento na transmissão e no ciclo de vida dos parasitas, responsáveis por patologias dominantes nos territórios tropicais europeus, originando uma nova área de conhecimento especializado no contexto da Medicina Tropical europeia, para a compreensão e desenvolvimento de estratégias de combate daquelas doenças.
Ao longo do século XX, a abordagem científica e o combate às doenças existentes nos territórios tropicais portugueses desenvolvida a partir da Escola de Medicina Tropical de Lisboa (EMT), entre 1902 e 1935, do Instituto com o mesmo nome (IMT), entre 1935 e 1966, e das instituições médicas de si dependentes nas colónias, resultava da compreensão mais abrangente destas doenças, assente nas interacções parasita-vector, na biologia e ecologia dos insectos, e no papel que desempenhavam na epidemiologia daquelas patologias. Neste contexto, as missões de estudo realizadas a partir da EMT e do IMT a África e à Índia para o estudo da malária, da doença do sono, ou da febre amarela, assumiram um papel crucial na obtenção de material biológico para a investigação e para as actividades pedagógicas desenvolvidas em Lisboa. Como resultado destas missões e do intercâmbio científico com outras instituições, vários insectos de importância médica, de diferentes grupos taxonómicos, foram colecionados ao longo do século XX pelos investigadores das instituições anteriormente referidas, originando um acervo entomológico histórico, reorganizado por Henrique Ribeiro e Helena Ramos em 1970, e actualmente existente na ENTOMOTECA do Instituto de Higiene e Medicina Tropical de Lisboa.
Esta comunicação pretende olhar para a colecção histórica da ENTOMOTECA, com o objectivo de reflectir sobre o percurso dos médicos e investigadores que protagonizaram o desenvolvimento da entomologia médica, no contexto da medicina tropical portuguesa entre 1902 e 1966, bem como sobre as redes que estabeleceram com investigadores e instituições nacionais e estrangeiros, nesse período.
Utilizar-se-á como metodologia a análise das fontes bibliográficas impressas disponíveis e do acervo entomológico histórico da ENTOMOTECA Henrique Ribeiro e Helena Ramos, bem como o cruzamento destas duas fontes. A bibliografia primária incidirá fundamentalmente sobre a investigação conduzida por Ayres Kopke, Fontoura de Sequeira e Firmino Santana, Fraga de Azevedo, Francisco Cambournac, Cruz Ferreira, Reimão Pinto e Jorge Janz, nas missões que realizaram em África e na Ásia, nas quais capturaram e identificaram mosquitos, glossinas, simuliídeos, culicoides, tabanídeos, flebótomos e carraças, durante o estudo de doenças como a malária, doença do sono, filarioses, e leishmaniose, entre outras doenças. Para além das missões médicas utilizaremos ainda como fonte de investigação, os relatos das visitas científicas que estes e outros investigadores da EMT e do IMT realizaram a instituições estrangeiras, no período em estudo.
Original languagePortuguese
Publication statusPublished - Nov 2018
Event3º Encontro Luso-Brasileiro de História da Medicina Tropical + XXIII Congresso Brasileiro de História da Medicina : Medicina e ambiente: articulações e desafios no passado, presente e futuro - Escola Superior de Ciências da Saúde da Universidade do Estado do Amazonas (UEA), Manaus, Brazil
Duration: 5 Nov 20189 Nov 2018
https://congressomanaus.wixsite.com/congresso2018

Conference

Conference3º Encontro Luso-Brasileiro de História da Medicina Tropical + XXIII Congresso Brasileiro de História da Medicina
CountryBrazil
CityManaus
Period5/11/189/11/18
Internet address

Cite this

Lobo, A. R. (2018). A entomologia médica no contexto da Medicina Tropical portuguesa (1902-1966): um olhar sobre a colecção Histórica da ENTOMOTECA Henrique Ribeiro e Helena Ramos.. Abstract from 3º Encontro Luso-Brasileiro de História da Medicina Tropical + XXIII Congresso Brasileiro de História da Medicina , Manaus, Brazil.
Lobo, Ana Rita. / A entomologia médica no contexto da Medicina Tropical portuguesa (1902-1966): um olhar sobre a colecção Histórica da ENTOMOTECA Henrique Ribeiro e Helena Ramos. Abstract from 3º Encontro Luso-Brasileiro de História da Medicina Tropical + XXIII Congresso Brasileiro de História da Medicina , Manaus, Brazil.
@conference{743c9e06adfe4f369ddb5c73a1ca8ec0,
title = "A entomologia m{\'e}dica no contexto da Medicina Tropical portuguesa (1902-1966): um olhar sobre a colec{\cc}{\~a}o Hist{\'o}rica da ENTOMOTECA Henrique Ribeiro e Helena Ramos.",
abstract = "A import{\^a}ncia m{\'e}dica de alguns insectos surgiu no final do s{\'e}culo XIX com o reconhecimento da comunidade m{\'e}dica e cient{\'i}fica do seu envolvimento na transmiss{\~a}o e no ciclo de vida dos parasitas, respons{\'a}veis por patologias dominantes nos territ{\'o}rios tropicais europeus, originando uma nova {\'a}rea de conhecimento especializado no contexto da Medicina Tropical europeia, para a compreens{\~a}o e desenvolvimento de estrat{\'e}gias de combate daquelas doen{\cc}as.Ao longo do s{\'e}culo XX, a abordagem cient{\'i}fica e o combate {\`a}s doen{\cc}as existentes nos territ{\'o}rios tropicais portugueses desenvolvida a partir da Escola de Medicina Tropical de Lisboa (EMT), entre 1902 e 1935, do Instituto com o mesmo nome (IMT), entre 1935 e 1966, e das institui{\cc}{\~o}es m{\'e}dicas de si dependentes nas col{\'o}nias, resultava da compreens{\~a}o mais abrangente destas doen{\cc}as, assente nas interac{\cc}{\~o}es parasita-vector, na biologia e ecologia dos insectos, e no papel que desempenhavam na epidemiologia daquelas patologias. Neste contexto, as miss{\~o}es de estudo realizadas a partir da EMT e do IMT a {\'A}frica e {\`a} {\'I}ndia para o estudo da mal{\'a}ria, da doen{\cc}a do sono, ou da febre amarela, assumiram um papel crucial na obten{\cc}{\~a}o de material biol{\'o}gico para a investiga{\cc}{\~a}o e para as actividades pedag{\'o}gicas desenvolvidas em Lisboa. Como resultado destas miss{\~o}es e do interc{\^a}mbio cient{\'i}fico com outras institui{\cc}{\~o}es, v{\'a}rios insectos de import{\^a}ncia m{\'e}dica, de diferentes grupos taxon{\'o}micos, foram colecionados ao longo do s{\'e}culo XX pelos investigadores das institui{\cc}{\~o}es anteriormente referidas, originando um acervo entomol{\'o}gico hist{\'o}rico, reorganizado por Henrique Ribeiro e Helena Ramos em 1970, e actualmente existente na ENTOMOTECA do Instituto de Higiene e Medicina Tropical de Lisboa.Esta comunica{\cc}{\~a}o pretende olhar para a colec{\cc}{\~a}o hist{\'o}rica da ENTOMOTECA, com o objectivo de reflectir sobre o percurso dos m{\'e}dicos e investigadores que protagonizaram o desenvolvimento da entomologia m{\'e}dica, no contexto da medicina tropical portuguesa entre 1902 e 1966, bem como sobre as redes que estabeleceram com investigadores e institui{\cc}{\~o}es nacionais e estrangeiros, nesse per{\'i}odo.Utilizar-se-{\'a} como metodologia a an{\'a}lise das fontes bibliogr{\'a}ficas impressas dispon{\'i}veis e do acervo entomol{\'o}gico hist{\'o}rico da ENTOMOTECA Henrique Ribeiro e Helena Ramos, bem como o cruzamento destas duas fontes. A bibliografia prim{\'a}ria incidir{\'a} fundamentalmente sobre a investiga{\cc}{\~a}o conduzida por Ayres Kopke, Fontoura de Sequeira e Firmino Santana, Fraga de Azevedo, Francisco Cambournac, Cruz Ferreira, Reim{\~a}o Pinto e Jorge Janz, nas miss{\~o}es que realizaram em {\'A}frica e na {\'A}sia, nas quais capturaram e identificaram mosquitos, glossinas, simuli{\'i}deos, culicoides, taban{\'i}deos, fleb{\'o}tomos e carra{\cc}as, durante o estudo de doen{\cc}as como a mal{\'a}ria, doen{\cc}a do sono, filarioses, e leishmaniose, entre outras doen{\cc}as. Para al{\'e}m das miss{\~o}es m{\'e}dicas utilizaremos ainda como fonte de investiga{\cc}{\~a}o, os relatos das visitas cient{\'i}ficas que estes e outros investigadores da EMT e do IMT realizaram a institui{\cc}{\~o}es estrangeiras, no per{\'i}odo em estudo.",
author = "Lobo, {Ana Rita}",
year = "2018",
month = "11",
language = "Portuguese",
note = "null ; Conference date: 05-11-2018 Through 09-11-2018",
url = "https://congressomanaus.wixsite.com/congresso2018",

}

Lobo, AR 2018, 'A entomologia médica no contexto da Medicina Tropical portuguesa (1902-1966): um olhar sobre a colecção Histórica da ENTOMOTECA Henrique Ribeiro e Helena Ramos.' 3º Encontro Luso-Brasileiro de História da Medicina Tropical + XXIII Congresso Brasileiro de História da Medicina , Manaus, Brazil, 5/11/18 - 9/11/18, .

A entomologia médica no contexto da Medicina Tropical portuguesa (1902-1966): um olhar sobre a colecção Histórica da ENTOMOTECA Henrique Ribeiro e Helena Ramos. / Lobo, Ana Rita.

2018. Abstract from 3º Encontro Luso-Brasileiro de História da Medicina Tropical + XXIII Congresso Brasileiro de História da Medicina , Manaus, Brazil.

Research output: Contribution to conferenceAbstract

TY - CONF

T1 - A entomologia médica no contexto da Medicina Tropical portuguesa (1902-1966): um olhar sobre a colecção Histórica da ENTOMOTECA Henrique Ribeiro e Helena Ramos.

AU - Lobo, Ana Rita

PY - 2018/11

Y1 - 2018/11

N2 - A importância médica de alguns insectos surgiu no final do século XIX com o reconhecimento da comunidade médica e científica do seu envolvimento na transmissão e no ciclo de vida dos parasitas, responsáveis por patologias dominantes nos territórios tropicais europeus, originando uma nova área de conhecimento especializado no contexto da Medicina Tropical europeia, para a compreensão e desenvolvimento de estratégias de combate daquelas doenças.Ao longo do século XX, a abordagem científica e o combate às doenças existentes nos territórios tropicais portugueses desenvolvida a partir da Escola de Medicina Tropical de Lisboa (EMT), entre 1902 e 1935, do Instituto com o mesmo nome (IMT), entre 1935 e 1966, e das instituições médicas de si dependentes nas colónias, resultava da compreensão mais abrangente destas doenças, assente nas interacções parasita-vector, na biologia e ecologia dos insectos, e no papel que desempenhavam na epidemiologia daquelas patologias. Neste contexto, as missões de estudo realizadas a partir da EMT e do IMT a África e à Índia para o estudo da malária, da doença do sono, ou da febre amarela, assumiram um papel crucial na obtenção de material biológico para a investigação e para as actividades pedagógicas desenvolvidas em Lisboa. Como resultado destas missões e do intercâmbio científico com outras instituições, vários insectos de importância médica, de diferentes grupos taxonómicos, foram colecionados ao longo do século XX pelos investigadores das instituições anteriormente referidas, originando um acervo entomológico histórico, reorganizado por Henrique Ribeiro e Helena Ramos em 1970, e actualmente existente na ENTOMOTECA do Instituto de Higiene e Medicina Tropical de Lisboa.Esta comunicação pretende olhar para a colecção histórica da ENTOMOTECA, com o objectivo de reflectir sobre o percurso dos médicos e investigadores que protagonizaram o desenvolvimento da entomologia médica, no contexto da medicina tropical portuguesa entre 1902 e 1966, bem como sobre as redes que estabeleceram com investigadores e instituições nacionais e estrangeiros, nesse período.Utilizar-se-á como metodologia a análise das fontes bibliográficas impressas disponíveis e do acervo entomológico histórico da ENTOMOTECA Henrique Ribeiro e Helena Ramos, bem como o cruzamento destas duas fontes. A bibliografia primária incidirá fundamentalmente sobre a investigação conduzida por Ayres Kopke, Fontoura de Sequeira e Firmino Santana, Fraga de Azevedo, Francisco Cambournac, Cruz Ferreira, Reimão Pinto e Jorge Janz, nas missões que realizaram em África e na Ásia, nas quais capturaram e identificaram mosquitos, glossinas, simuliídeos, culicoides, tabanídeos, flebótomos e carraças, durante o estudo de doenças como a malária, doença do sono, filarioses, e leishmaniose, entre outras doenças. Para além das missões médicas utilizaremos ainda como fonte de investigação, os relatos das visitas científicas que estes e outros investigadores da EMT e do IMT realizaram a instituições estrangeiras, no período em estudo.

AB - A importância médica de alguns insectos surgiu no final do século XIX com o reconhecimento da comunidade médica e científica do seu envolvimento na transmissão e no ciclo de vida dos parasitas, responsáveis por patologias dominantes nos territórios tropicais europeus, originando uma nova área de conhecimento especializado no contexto da Medicina Tropical europeia, para a compreensão e desenvolvimento de estratégias de combate daquelas doenças.Ao longo do século XX, a abordagem científica e o combate às doenças existentes nos territórios tropicais portugueses desenvolvida a partir da Escola de Medicina Tropical de Lisboa (EMT), entre 1902 e 1935, do Instituto com o mesmo nome (IMT), entre 1935 e 1966, e das instituições médicas de si dependentes nas colónias, resultava da compreensão mais abrangente destas doenças, assente nas interacções parasita-vector, na biologia e ecologia dos insectos, e no papel que desempenhavam na epidemiologia daquelas patologias. Neste contexto, as missões de estudo realizadas a partir da EMT e do IMT a África e à Índia para o estudo da malária, da doença do sono, ou da febre amarela, assumiram um papel crucial na obtenção de material biológico para a investigação e para as actividades pedagógicas desenvolvidas em Lisboa. Como resultado destas missões e do intercâmbio científico com outras instituições, vários insectos de importância médica, de diferentes grupos taxonómicos, foram colecionados ao longo do século XX pelos investigadores das instituições anteriormente referidas, originando um acervo entomológico histórico, reorganizado por Henrique Ribeiro e Helena Ramos em 1970, e actualmente existente na ENTOMOTECA do Instituto de Higiene e Medicina Tropical de Lisboa.Esta comunicação pretende olhar para a colecção histórica da ENTOMOTECA, com o objectivo de reflectir sobre o percurso dos médicos e investigadores que protagonizaram o desenvolvimento da entomologia médica, no contexto da medicina tropical portuguesa entre 1902 e 1966, bem como sobre as redes que estabeleceram com investigadores e instituições nacionais e estrangeiros, nesse período.Utilizar-se-á como metodologia a análise das fontes bibliográficas impressas disponíveis e do acervo entomológico histórico da ENTOMOTECA Henrique Ribeiro e Helena Ramos, bem como o cruzamento destas duas fontes. A bibliografia primária incidirá fundamentalmente sobre a investigação conduzida por Ayres Kopke, Fontoura de Sequeira e Firmino Santana, Fraga de Azevedo, Francisco Cambournac, Cruz Ferreira, Reimão Pinto e Jorge Janz, nas missões que realizaram em África e na Ásia, nas quais capturaram e identificaram mosquitos, glossinas, simuliídeos, culicoides, tabanídeos, flebótomos e carraças, durante o estudo de doenças como a malária, doença do sono, filarioses, e leishmaniose, entre outras doenças. Para além das missões médicas utilizaremos ainda como fonte de investigação, os relatos das visitas científicas que estes e outros investigadores da EMT e do IMT realizaram a instituições estrangeiras, no período em estudo.

M3 - Abstract

ER -

Lobo AR. A entomologia médica no contexto da Medicina Tropical portuguesa (1902-1966): um olhar sobre a colecção Histórica da ENTOMOTECA Henrique Ribeiro e Helena Ramos.. 2018. Abstract from 3º Encontro Luso-Brasileiro de História da Medicina Tropical + XXIII Congresso Brasileiro de História da Medicina , Manaus, Brazil.