A Enócoa Egípcia do Museu da Sociedade Martins Sarmento

Marcus Pinto

Research output: Contribution to journalArticle

Abstract

Localizado na cidade de Guimarães, em Portugal, o Museu da Sociedade Martins Sarmento possui uma das coleções arqueológicas mais relevantes do país. Nesta, destaca-se uma peça única e intrigante: uma enócoa egípcia de vidro. Esse pequeno vaso foi supostamente encontrado na cidade de Almeirim, numa sepultura lusitano-romana, sendo posteriormente doado ao museu. Comprovada a sua origem, tratar-se-ia do único exemplar deste tipo de artefacto egípcio encontrado em Portugal que, no entanto, não recebeu a atenção de nenhum egiptólogo até ao momento, nem consta em nenhum levantamento dos artefactos egípcios existentes no país. Trata-se mesmo de um
artefacto egípcio? Como chegou a Portugal? Que história nos revela? Neste artigo apresentamos uma síntese sobre a produção de vidro no Egipto Antigo e, com base na revisão bibliográfica e na análise deste artefacto, apresentamos um estudo científico conciso que procura responder a estas questões, avançando ainda com uma nov proposta de datação para a enócoa.
Original languagePortuguese
Pages (from-to)41-61
Number of pages20
JournalRevista de Guimarães
Volume128
Publication statusPublished - Jan 2020

Keywords

  • Egyptology
  • Ancient Egypt
  • Egyptian Glass
  • Archaeology

Cite this