A desvalorização do bazaruco de Goa em 1542-1545

Research output: Chapter in Book/Report/Conference proceedingChapter

4 Downloads (Pure)

Abstract

O presente capítulo pretende analisar um caso concreto da história monetária do «Estado da Índia» no século XVI: a desvalorização do bazaruco de cobre, de Goa, durante o governo de Martim Afonso de Sousa (1542-1545) e o consequente desfecho deste processo no início do governo de D. João de Castro (1545-1548). Tendo por base um auto ordenado por Castro, averiguando toda a situação, solicitando pareceres à Câmara de Goa, aos procuradores dos mesteres, a outras individualidades e inquirindo cerca de trinta testemunhas, bem como outra documentação relacionada com esta questão, pretendemos reconstituir o intenso debate e compreender os problemas causados por esta desvalorização monetária. Para tal será também necessário compreender o funcionamento do sistema monetário do «Estado da Índia» e os motivos que levaram Aleixo de Sousa, vedor da fazenda, e Martim Afonso de Sousa a iniciar esta reforma monetária. Pelo largo impacto deste caso à época e especialmente pela massa documental que subsiste, a desvalorização do bazaruco de cobre é um interessante caso de estudo para compreender a dinâmica financeira do «Estado da Índia» e o funcionamento do próprio sistema monetário português no Índico. Este capítulo pretende assim contribuir para o desenvolvimento da história monetária do Império Português, no período Moderno, assunto central para se compreender as estruturas do quotidiano e os complexos jogos das trocas.

The aim of this article is to analyse a concrete case of the monetary history
of the Portuguese «Estado da Índia» (State of India): the devaluation of Goa’s copper bazaruco during Martim Afonso de Sousa’s government (1542-1545) and the outcome of this process at the beginning of D. João de Castro’s government (1545-1548). This work relies
on an inquiry started by Castro, asking reports to the Municipality of Goa, to the procurators for the master-craftsmen (procuradores dos mesteres) and other personalities and also interviewing around thirty witnesses; and other documents related with this issue. We will try to understand the intense debate which arose around this subject and the problems caused by this devaluation. To fully recognise this, we must firstly understand the organization of the monetary system of the «Estado da Índia» and the reasons that led Aleixo de Sousa, comptroller of finance (vedor da fazenda), and Martim Afonso de Sousa to start this monetary reform.
As it had a large impact at the time, and left a considerable amount of records, this devaluation is an interesting case study to understand the financial dynamics of the «Estado da Índia» and the Portuguese monetary organization in Asia. Therefore, this article aims to contribute to the development of the monetary history of the Portuguese Empire, during the Early Modern Age, a central issue of the structures of everyday life and the complex wheels of commerce.
Original languagePortuguese
Title of host publicationFinanças, economias e instituições no Portugal moderno
Subtitle of host publicationséculos XVI-XVIII
EditorsBruno Lopes, Jesus Roger Lee
Place of PublicationCoimbra
PublisherImprensa da Universidade de Coimbra
Pages89-130
Number of pages41
ISBN (Electronic)9789892616384
ISBN (Print)9789892616377
DOIs
Publication statusPublished - 2019

Keywords

  • Money
  • Monetary history
  • Estado da Índia
  • Goa
  • Moeda
  • História monetária

Cite this

Jesus, R. L. D. (2019). A desvalorização do bazaruco de Goa em 1542-1545. In B. Lopes, & J. R. Lee (Eds.), Finanças, economias e instituições no Portugal moderno: séculos XVI-XVIII (pp. 89-130). Coimbra: Imprensa da Universidade de Coimbra. https://doi.org/10.14195/978-989-26-1638-4