A democracia intrapartidária em Portugal: uma análise comparada das perceções dos militantes do BE, CDSPP, LIVRE, PS e PSD

Edalina Sanches, Isabella Razzuoli

Research output: Chapter in Book/Report/Conference proceedingChapter

Abstract

O espaço de relação dos partidos com a sociedade passa, necessariamente, pela filiação partidária como objeto e sujeito da política, da organização civil e do regime político, democrático ou não. Apesar da sua importância vital para o funcionamento dos sistemas políticos, a filiação partidária constitui-se um dos elos frágeis e, tendencialmente em declínio, da vida política.

Esta obra partiu do objetivo genérico de identificar e avaliar a natureza da atividade de filiação partidária, à luz de um conjunto de dimensões, como sejam: a evolução da atividade partidária, em Portugal, numa perspetiva comparada; os moldes de relação dos filiados com os partidos, incluindo o seu posicionamento ideológico; a socialização partidária, tendo em conta as perspetivas de vínculo e continuidade da atividade através dos seus agentes principais, os filiados, e dos partidos como instituição e estrutura política, de entre várias linhas de análise aprofundadas.

A obra resulta da aplicação de estudo internacional que envolve vários países, no âmbito do projeto MAPP (Members and Activists of Political Parties), coordenado por Emilie van Haute, da Universidade Livre de Bruxelas. Apoiando-se em dados recolhidos através de inquéritos aos filiados dos partidos políticos, esta obra apresenta o primeiro estudo sistemático sobre ativismo e militância partidária em Portugal.
Original languagePortuguese
Title of host publicationMilitantes e Ativismo nos Partidos Políticos
Subtitle of host publicationPortugal em Perspectiva Comparada
EditorsMarco Lisi, Paula do Espírito Santo
Place of PublicationLisboa
PublisherImprensa das Ciências Sociais
Pages187-212
Number of pages21
Edition1
ISBN (Print)9789726713951
Publication statusPublished - 2017

Cite this

Sanches, E., & Razzuoli, I. (2017). A democracia intrapartidária em Portugal: uma análise comparada das perceções dos militantes do BE, CDSPP, LIVRE, PS e PSD. In M. Lisi, & P. do Espírito Santo (Eds.), Militantes e Ativismo nos Partidos Políticos: Portugal em Perspectiva Comparada (1 ed., pp. 187-212). Lisboa: Imprensa das Ciências Sociais.
Sanches, Edalina ; Razzuoli, Isabella. / A democracia intrapartidária em Portugal: uma análise comparada das perceções dos militantes do BE, CDSPP, LIVRE, PS e PSD. Militantes e Ativismo nos Partidos Políticos: Portugal em Perspectiva Comparada. editor / Marco Lisi ; Paula do Espírito Santo. 1. ed. Lisboa : Imprensa das Ciências Sociais, 2017. pp. 187-212
@inbook{f93d1258bacd48dcb294fcc6f113eb64,
title = "A democracia intrapartid{\'a}ria em Portugal: uma an{\'a}lise comparada das perce{\cc}{\~o}es dos militantes do BE, CDSPP, LIVRE, PS e PSD",
abstract = "O espa{\cc}o de rela{\cc}{\~a}o dos partidos com a sociedade passa, necessariamente, pela filia{\cc}{\~a}o partid{\'a}ria como objeto e sujeito da pol{\'i}tica, da organiza{\cc}{\~a}o civil e do regime pol{\'i}tico, democr{\'a}tico ou n{\~a}o. Apesar da sua import{\^a}ncia vital para o funcionamento dos sistemas pol{\'i}ticos, a filia{\cc}{\~a}o partid{\'a}ria constitui-se um dos elos fr{\'a}geis e, tendencialmente em decl{\'i}nio, da vida pol{\'i}tica. Esta obra partiu do objetivo gen{\'e}rico de identificar e avaliar a natureza da atividade de filia{\cc}{\~a}o partid{\'a}ria, {\`a} luz de um conjunto de dimens{\~o}es, como sejam: a evolu{\cc}{\~a}o da atividade partid{\'a}ria, em Portugal, numa perspetiva comparada; os moldes de rela{\cc}{\~a}o dos filiados com os partidos, incluindo o seu posicionamento ideol{\'o}gico; a socializa{\cc}{\~a}o partid{\'a}ria, tendo em conta as perspetivas de v{\'i}nculo e continuidade da atividade atrav{\'e}s dos seus agentes principais, os filiados, e dos partidos como institui{\cc}{\~a}o e estrutura pol{\'i}tica, de entre v{\'a}rias linhas de an{\'a}lise aprofundadas. A obra resulta da aplica{\cc}{\~a}o de estudo internacional que envolve v{\'a}rios pa{\'i}ses, no {\^a}mbito do projeto MAPP (Members and Activists of Political Parties), coordenado por Emilie van Haute, da Universidade Livre de Bruxelas. Apoiando-se em dados recolhidos atrav{\'e}s de inqu{\'e}ritos aos filiados dos partidos pol{\'i}ticos, esta obra apresenta o primeiro estudo sistem{\'a}tico sobre ativismo e milit{\^a}ncia partid{\'a}ria em Portugal.",
author = "Edalina Sanches and Isabella Razzuoli",
note = "Financiamento: UID/CPO/04627/2013, SFRH/BPD/103318/2014.",
year = "2017",
language = "Portuguese",
isbn = "9789726713951",
pages = "187--212",
editor = "Marco Lisi and {do Esp{\'i}rito Santo}, {Paula }",
booktitle = "Militantes e Ativismo nos Partidos Pol{\'i}ticos",
publisher = "Imprensa das Ci{\^e}ncias Sociais",
edition = "1",

}

Sanches, E & Razzuoli, I 2017, A democracia intrapartidária em Portugal: uma análise comparada das perceções dos militantes do BE, CDSPP, LIVRE, PS e PSD. in M Lisi & P do Espírito Santo (eds), Militantes e Ativismo nos Partidos Políticos: Portugal em Perspectiva Comparada. 1 edn, Imprensa das Ciências Sociais, Lisboa, pp. 187-212.

A democracia intrapartidária em Portugal: uma análise comparada das perceções dos militantes do BE, CDSPP, LIVRE, PS e PSD. / Sanches, Edalina; Razzuoli, Isabella.

Militantes e Ativismo nos Partidos Políticos: Portugal em Perspectiva Comparada. ed. / Marco Lisi; Paula do Espírito Santo. 1. ed. Lisboa : Imprensa das Ciências Sociais, 2017. p. 187-212.

Research output: Chapter in Book/Report/Conference proceedingChapter

TY - CHAP

T1 - A democracia intrapartidária em Portugal: uma análise comparada das perceções dos militantes do BE, CDSPP, LIVRE, PS e PSD

AU - Sanches, Edalina

AU - Razzuoli, Isabella

N1 - Financiamento: UID/CPO/04627/2013, SFRH/BPD/103318/2014.

PY - 2017

Y1 - 2017

N2 - O espaço de relação dos partidos com a sociedade passa, necessariamente, pela filiação partidária como objeto e sujeito da política, da organização civil e do regime político, democrático ou não. Apesar da sua importância vital para o funcionamento dos sistemas políticos, a filiação partidária constitui-se um dos elos frágeis e, tendencialmente em declínio, da vida política. Esta obra partiu do objetivo genérico de identificar e avaliar a natureza da atividade de filiação partidária, à luz de um conjunto de dimensões, como sejam: a evolução da atividade partidária, em Portugal, numa perspetiva comparada; os moldes de relação dos filiados com os partidos, incluindo o seu posicionamento ideológico; a socialização partidária, tendo em conta as perspetivas de vínculo e continuidade da atividade através dos seus agentes principais, os filiados, e dos partidos como instituição e estrutura política, de entre várias linhas de análise aprofundadas. A obra resulta da aplicação de estudo internacional que envolve vários países, no âmbito do projeto MAPP (Members and Activists of Political Parties), coordenado por Emilie van Haute, da Universidade Livre de Bruxelas. Apoiando-se em dados recolhidos através de inquéritos aos filiados dos partidos políticos, esta obra apresenta o primeiro estudo sistemático sobre ativismo e militância partidária em Portugal.

AB - O espaço de relação dos partidos com a sociedade passa, necessariamente, pela filiação partidária como objeto e sujeito da política, da organização civil e do regime político, democrático ou não. Apesar da sua importância vital para o funcionamento dos sistemas políticos, a filiação partidária constitui-se um dos elos frágeis e, tendencialmente em declínio, da vida política. Esta obra partiu do objetivo genérico de identificar e avaliar a natureza da atividade de filiação partidária, à luz de um conjunto de dimensões, como sejam: a evolução da atividade partidária, em Portugal, numa perspetiva comparada; os moldes de relação dos filiados com os partidos, incluindo o seu posicionamento ideológico; a socialização partidária, tendo em conta as perspetivas de vínculo e continuidade da atividade através dos seus agentes principais, os filiados, e dos partidos como instituição e estrutura política, de entre várias linhas de análise aprofundadas. A obra resulta da aplicação de estudo internacional que envolve vários países, no âmbito do projeto MAPP (Members and Activists of Political Parties), coordenado por Emilie van Haute, da Universidade Livre de Bruxelas. Apoiando-se em dados recolhidos através de inquéritos aos filiados dos partidos políticos, esta obra apresenta o primeiro estudo sistemático sobre ativismo e militância partidária em Portugal.

M3 - Chapter

SN - 9789726713951

SP - 187

EP - 212

BT - Militantes e Ativismo nos Partidos Políticos

A2 - Lisi, Marco

A2 - do Espírito Santo, Paula

PB - Imprensa das Ciências Sociais

CY - Lisboa

ER -

Sanches E, Razzuoli I. A democracia intrapartidária em Portugal: uma análise comparada das perceções dos militantes do BE, CDSPP, LIVRE, PS e PSD. In Lisi M, do Espírito Santo P, editors, Militantes e Ativismo nos Partidos Políticos: Portugal em Perspectiva Comparada. 1 ed. Lisboa: Imprensa das Ciências Sociais. 2017. p. 187-212