A concordância verbal na interlíngua de falantes de mandarim.

Research output: Chapter in Book/Report/Conference proceedingChapter

Abstract

Como é sabido, a morfologia verbal, em particular numa língua com morfologia rica, como o português europeu (PE), constitui uma das áreas de maior dificuldade na aquisição de uma segunda língua (L2), sobretudo quando a língua materna (L1) dos aprendentes se caracteriza pela ausência de morfologia flexional, como é o caso do chinês (White 2003). Este défice manifesta-se, sobretudo, ao nível da produção, persiste em estádios de desenvolvimento avançados e nem sempre corresponde a um atraso das propriedades sintáticas que estao associadas a concordância verbal, como é o caso da possibilidade de sujeitos nulos (Lardiere, 2000; Prévost e White, 2000). Além de formas verbais finitas (flexionadas), o português apresenta um infinitivo flexionado, que constitui uma opção tipologicamente marcada. A semelhança das formas verbais finitas, o infinitivo flexionado exibe flexão de concordância e legitima sujeitos nominativos. Quanto a sua distribuição, esta restrito a um subconjunto dos
contextos sintáticos em que ocorre o infinitivo não flexionado.
Este trabalho pretende investigar como se desenvolve o conhecimento da concordância verbal de pessoa e numero na gramática de falantes chineses de português L2, em contextos finitos e infinitivos. Os dados relativos a concordância verbal em contextos finitos foram obtidos a partir de corpora escritos. Foram também recolhidos dados através de uma tarefa de reconhecimento morfológico, testando o conhecimento das propriedades distintivas do infinitivo flexionado.
O artigo apresenta a seguinte estrutura: na Secção 1.2, fazemos uma síntese de algumas das questões teóricas que orientam este trabalho de investigação; nas secções seguintes, descrevemos os estudos realizados sobre a morfologia de concordância verbal em contextos finitos (Secção 1.3) e contextos de infinitivo flexionado (Secção 1.4); finalmente, na Secção 1.5, apresentamos e discutimos algumas conclusões que se podem retirar deste trabalho.
Original languagePortuguese
Title of host publicationTeorias e Usos Linguísticos.
Subtitle of host publicationAplicações ao Português Língua Não Materna.
EditorsPaulo Osório
Place of PublicationLisboa
PublisherLidel
Pages34-54
Number of pages21
ISBN (Print)978-989-752-258-1
Publication statusPublished - 2017

Cite this

Madeira, A. M. L., Xavier, M. F. M. B. B., & Crispim, M. D. L. S. (2017). A concordância verbal na interlíngua de falantes de mandarim. In P. Osório (Ed.), Teorias e Usos Linguísticos.: Aplicações ao Português Língua Não Materna. (pp. 34-54). Lidel.