A Comissão das Matas do Estado da Índia (1863): Ciência, Colonialismo e Natureza nas Novas Conquistas, Goa

Research output: Contribution to journalArticle

3 Downloads (Pure)

Abstract

Remotas, hostis e densamente florestadas, as províncias montanhosas do território das Novas Conquistas, em Goa, são normalmente apresentadas pela historiografia como um espaço de alteridade face à construção da ordem imperial portuguesa, devido às suas condições ecológicas, sociais e culturais. Este artigo tem como objectivo esboçar uma análise introdutória das tentativas de governar este território, tomando como objecto de estudo os trabalhos realizados pela Comissão das Matas do Estado da Índia, encarregada em 1863 de promover a organização e administração das florestas de Goa. Ao tomar a gestão colonial dos recursos naturais como objecto de análise, esta abordagem inspira-se na extensa bibliografia dedicada à História Ambiental dos Impérios, particularmente no contexto da Índia Britânica.
Original languagePortuguese
Pages (from-to)113-130
JournalCEM. Cultura, Espaço & Memória
Volume7
Publication statusPublished - 2016

Keywords

  • Goa
  • Florestas
  • Colonialismo
  • História Ambiental

Cite this