A colaboração de Luís de Freitas Branco na imprensa especializada de música: Arte Musical (1930-47)

Research output: Contribution to conferencePaper

Abstract

Após as suas primeiras colaborações no periódico A Arte Musical (1899-1915) de Michel’Angelo Lamberini, Luís de Freitas Branco dedicou-se à escrita para imprensa especializada de música, além das seus contributos para a imprensa generalista, ou política. Podemos referir a Revista do Conservatório Nacional de Música, dirigida por Viana da Mota e publicada mensalmente apenas ao longo do ano de 1920, a revisa Música: revista de artes, publicada entre 1924 e 1926, e De Música: revista da associação académica do conservatório nacional, de 1930 e 1931, dirigida por Pedro do Prado. A última publicou um dos artigos mais fundamentais para a compreensão do pensamento estético de Luís de Freitas Branco, relacionado com ideais nacionalistas e classicistas, embora um dos acontecimentos mais centrais para a compreensão da actividade de Freitas Branco enquanto crítico e cronista seja a fundação da revista Arte Musical em 1930, dirigida pelo compositor até 1947. Esta foi dos mais relevantes órgãos de difusão de uma nova música por Luís de Freitas Branco, reflectindo este periódico muito do seu pensamento musical e ideológico das décadas de 1930 e 1940.
Original languagePortuguese
Publication statusPublished - Mar 2017
EventI Jornadas do NEMI - CESEM, Lisbon, Portugal
Duration: 9 Mar 2017 → …

Conference

ConferenceI Jornadas do NEMI
CountryPortugal
CityLisbon
Period9/03/17 → …

Keywords

  • Luís de Freitas Branco
  • crítica e crónica musical
  • imprensa especializada de música
  • nacionalismo
  • neoclassicismo

Cite this