A actividade organeira autóctone nos Açores na segunda metade do século: um panorama ímpar no contexto português

Research output: Chapter in Book/Report/Conference proceedingConference contribution

1 Downloads (Pure)

Abstract

Após a implantação do regime liberal, a produção organeira em Portugal –
particularmente prolífica entre o último quartel do século XVIII e a segunda
década do século XIX – conheceu um período de declínio. Comparativamente
à fase final do Antigo Regime, na qual se disseminaram por todo o país
(inclusivamente nos Açores) órgãos de tipologia portuguesa de organeiros de
referência como Joaquim António Peres Fontanes e António Xavier Machado e
Cerveira, a actividade organeira da segunda metade de Oitocentos em território
continental cingiu-se, praticamente, à importação de instrumentos estrangeiros
ou de componentes de instrumentos de estética estrangeira para montagem em
Portugal, apartando-se assim da tradição portuguesa de final de Setecentos.
Nos Açores, além de uma vintena de órgãos daqueles organeiros que ainda
subsiste, há um significativo número de órgãos assinados por construtores
residentes nas ilhas, na segunda metade do século XIX, moldados na estética
barroca portuguesa tardo-setecentista de Peres Fontanes e Machado e
Cerveira. Estes órgãos surgem num tempo em que, paradoxalmente, o espírito
do Romantismo já tinha penetrado na expressão artística portuguesa. De entre
os construtores residentes nos Açores destaca-se o padre Joaquim Silvestre
Serrão, pela importância da sua acção em diferentes domínios artísticos.
Original languagePortuguese
Title of host publicationArte, Cultura e Património do Romantismo
Subtitle of host publicationActas do 2.º Colóquio “Saudade Perpétua”
EditorsFrancisco Queiroz
Place of PublicationPorto
PublisherCEPESE – Centro de Estudos da População, Economia e Sociedade
Pages133-152
Number of pages20
ISBN (Electronic)978-989-8434-46-3
Publication statusPublished - 2018
Event2º Colóquio "Saudade Perpétua" - Biblioteca Pública e Arquivo Regional de Ponta Delgada, Ponta Delgada, Portugal
Duration: 28 Sep 201830 Sep 2018

Conference

Conference2º Colóquio "Saudade Perpétua"
CountryPortugal
CityPonta Delgada
Period28/09/1830/09/18

Keywords

  • Órgãos históricos dos Açores
  • séc. XIX
  • Joaquim Silvestre Serrão

Cite this

Albergaria, I. (2018). A actividade organeira autóctone nos Açores na segunda metade do século: um panorama ímpar no contexto português. In F. Queiroz (Ed.), Arte, Cultura e Património do Romantismo: Actas do 2.º Colóquio “Saudade Perpétua” (pp. 133-152). [5] Porto: CEPESE – Centro de Estudos da População, Economia e Sociedade.