4ª Frente de Combate: a luta armada em Portugal (1970-1974)

Translated title of the contribution: 4ª Frente de Combate: armed struggle in Portugal (1970 - 1974)

Research output: Contribution to conferencePaper

Abstract

A 10 de Maio de 1967, a Liga de União e Acção Revolucionária (LUAR) levou a cabo o assalto à agência do banco de Portugal na Figueira da Foz, arrecadando cerca de 30 mil escudos que serviriam para financiar a organização e realizar de acções armadas em Portugal. Este episódio inaugura uma nova fase na luta da oposição ao Estado Novo, marcada pelo recurso a meios violentos.
Original languagePortuguese
Pages236-242
Number of pages7
Publication statusPublished - Mar 2015
EventI Colóquio Internacional sobre Violência Política no Século XX - Lisboa, Portugal
Duration: 12 Mar 201514 Mar 2015

Conference

ConferenceI Colóquio Internacional sobre Violência Política no Século XX
CountryPortugal
CityLisboa
Period12/03/1514/03/15

Keywords

  • Luta armada
  • Estado Novo
  • Guerra colonial
  • Partido Comunista Português

Fingerprint Dive into the research topics of '4ª Frente de Combate: armed struggle in Portugal (1970 - 1974)'. Together they form a unique fingerprint.

  • Cite this

    Ferreira, A. S. (2015). 4ª Frente de Combate: a luta armada em Portugal (1970-1974). 236-242. Paper presented at I Colóquio Internacional sobre Violência Política no Século XX, Lisboa, Portugal.