Géneros de texto e as dimensões do suporte

Rosa, R. (Speaker), Gonçalves, M. (Speaker)

Activity: Talk or presentationOral presentation

Description

Inscrevendo-se no âmbito da Linguística do Texto e do Discurso, este trabalho foca uma questão ainda pouco trabalhada nos atuais campos de estudo dos géneros: as relações entre géneros e suporte. De entre as perspetivas teóricas que acolhem a noção de género, privilegiamos a que é apresentada e defendida por Coutinho (2005: 73-88).
Atualmente, é consensual que o suporte é essencial para a circulação dos textos na sociedade, constituindo uma das propriedades dos géneros e um dos marcadores materiais que maior influência tem nos textos (Marcuschi, 2003; Miranda, 2010). Para Maingueneau (2002: 68), uma mudança de suporte pode modificar um género. Segundo Marcuschi (2003: 10), embora o suporte tenha influência na natureza do género, isto não significa que o suporte determine o género, mas sim que o género exige um determinado suporte. Todavia, como observa o autor, este ponto de vista é questionável, dado que existem casos em que o suporte determina a distinção do género. Além disso, a tradicional oposição oral/escrita é uma distinção simplificadora e sumária, pois não contempla, por exemplo, as diferenças entre os textos impressos e manuscritos (Maingueneau, 2002: 70), sendo também, assim, insuficiente para dar conta das relações entre géneros e suporte. Na nossa perspetiva, para tal, é necessário distinguir as dimensões inerentes a esta propriedade genológica. Neste sentido, a partir de trabalhos desenvolvidos no âmbito de uma tese de doutoramento (2016-2019), de um pós-doutoramento (2010-2018) e de um projeto de investigação financiado sobre divulgação de ciência (2016-2017), o nosso objetivo é apresentar uma proposta de classificação das dimensões do suporte. Neste âmbito, distinguimos quatro dimensões: contexto, tipo, formato e material. A dimensão contexto permite distinguir os suportes de produção, circulação e receção, tendo em conta que estes podem ou não ser coincidentes, consoante o género. Na segunda dimensão, distinguimos quatro tipos de suporte (manuscrito, impresso, digital e oral).
Alguns géneros admitem apenas um tipo de suporte na produção, mas diferentes tipos no contexto de circulação, como, por exemplo, o artigo científico (digital e impresso) e a entrevista (oral, digital, impresso). A terceira dimensão diz respeito ao formato e a quarta ao material, dado que alguns géneros estão associados a formatos de materiais específicos, como, por exemplo, a embalagem medicamento, embora o texto do género seja produzido num formato digital, é o formato e material de circulação (embalagem em cartão) que assegura o funcionamento social do género.
Em suma, as relações entre géneros e as dimensões do suporte não são aleatórias, pois cada género tem os seus tipos, formatos e materiais de suporte, consoante o contexto (produção, circulação e receção).
Period10 Oct 2019
Event titleXXXV Encontro Nacional da Associação Portuguesa de Linguística: null
Event typeConference
LocationBraga, Portugal
Degree of RecognitionNational

Keywords

  • géneros de texto
  • suporte
  • linguística do texto e do discurso