Festas, criatividade social e utopias

Activity: Talk or presentationOral presentation

Description

Nas sociedades contemporâneas, as festas são espaços de subversão organizada, em que as pessoas participam e se reconhecem como construtoras do real. As festividades, atualizadas ou inventadas, permanecem ligadas a lugares com significados históricos e culturais, reavivam as relações comunitárias e as tradições, ao mesmo tempo que incorporam novas categorias do mundo global. Nelas convergem um número diversificado de relações interpessoais e um conjunto de representações culturais que refletem as tensões e ambiguidades das sociedades, suscetíveis a idealizações românticas do passado, em formatos folclóricos ou comunitários, mais ou menos turistificados, que dão conta das mudanças. A literatura académica, proveniente de diversas áreas do saber, evidencia o crescente número de festas em contextos rurais de diferentes lugares do mundo. Os estudos têm prosperado no campo multidisciplinar dos estudos de eventos (event studies) e festival studies, estabelecendo relações entre música e desenvolvimento sustentável, ou entre cultura, património e turismo. No contexto rural e fronteiriço onde incide a minha investigação, as festas representam o somatório das relações que integram as memórias colectivas, os significados culturais, a economia local e a criatividade social em narrativas que reforçam o sentido do comum e o desejo de mudar o mundo. A liminaridade festiva imprime energia nas comunidades e abre brechas de esperança na produção social de utopias. A minha proposta baseia-se no princípio da esperança de Ernst Bloch, como desejo e vontade de transformação da sociedade, e parte da análise de textos, rituais e símbolos que expressam diferentes maneiras de pensar e de imaginar o futuro.
Period4 May 2022
Event titleCongresso Internacional Festas, Culturas e Comunidades: Património e Sustentabilidade
Event typeConference
LocationBraga, Portugal
Degree of RecognitionInternational