Contributos da investigação em aquisição de segunda língua para o ensino do português a diferentes públicos

Madeira, A. M. L. (Keynote speaker)

Activity: Talk or presentationInvited talk

Description

A apresentação tem três objetivos principais: (i) propor uma reflexão sobre a natureza do processo de aquisição de uma segunda língua (L2), com foco no português; (ii) identificar diferenças e semelhanças, na aquisição de (português como) L2, entre diferentes populações (o destaque estará na comparação entre aprendentes ouvintes e surdos); e (iii) discutir as implicações que a investigação sobre a aquisição e o desenvolvimento do conhecimento gramatical deverá ter para o ensino. A apresentação baseia-se em investigação sobre um fenómeno gramatical específico, os pronomes pessoais, os quais, pelas suas características fonológicas, morfossintáticas, semânticas e discursivo-pragmáticas, se têm revelado uma área de especial dificuldade, não apenas na aquisição de L2, mas também na aquisição monolingue e bilingue, tanto a nível da produção como da compreensão (e.g. Costa & Grolla 2017). Considerando diversos estudos, realizados com aprendentes ouvintes, que incidem sobre o português, verifica-se que as dificuldades no domínio da produção afetam sobretudo os pronomes clíticos (no caso do português europeu), que apresentam taxas de omissão elevadas nos estádios iniciais de aquisição e desenvolvimento tardio dos seus padrões de colocação (e.g. Costa, Lobo & Pratas 2013; Flores & Barbosa 2012; Madeira & Xavier 2009; Fiéis & Madeira 2016a). No que diz respeito à compreensão, observa-se uma diferença entre os pronomes clíticos, cujas propriedades interpretativas são adquiridas cedo (e.g. Fiéis & Madeira 2016b), e os pronomes fortes. Relativamente a estes, diversos trabalhos têm mostrado que o conhecimento das condições que regulam a sua interpretação se desenvolve tardiamente no caso dos pronomes de sujeito (e.g. Rinke & Flores 2018; Lobo, Madeira e Silva 2017) e dos pronomes de complemento não reflexos (e.g. Fiéis & Madeira 2017), tendo este facto sido atribuído a dificuldades na integração dos conhecimentos sintáticos e discursivo-pragmáticos necessários à interpretação destes pronomes. Estes resultados são comparados com as conclusões de investigação existente sobre a aquisição de pronomes no português L2 por aprendentes surdos (e.g. Andrade 2016), procurando-se identificar diferenças e semelhanças quanto aos percursos e ao ritmo de desenvolvimento, e discutir o efeito de potenciais fatores diferenciadores como, por exemplo, a idade de início de exposição à primeira língua (a língua de sinais, no caso dos aprendentes surdos), a influência da primeira língua, a idade de início e o grau de exposição regular à L2, a modalidade (oral ou escrita) e o ensino formal.Finalmente, discute-se em que medida uma melhor compreensão das características da aquisição e do desenvolvimento de fenómenos gramaticais como os pronomes pode contribuir para a identificação de estratégias mais adequadas e eficazes para o ensino do português L2 a diferentes públicos, assim como para a construção de materiais didáticos diferenciados em função das especificidades dos aprendentes.
Period2018
Event titleSimpósio da Sociedade Internacional de Português Língua Estrangeira 2018: PLE/L2 e PL2S: Somando Esforços, Fortalecendo Vínculos
Event typeConference
LocationNatal, Brazil
Degree of RecognitionInternational

Keywords

  • aquisição
  • ensino
  • português L2
  • pronomes