A retórica do poder e a poética da memória a partir de José Cardoso Pires, Gabriel García Márquez e Alberto Méndez

Activity: Talk or presentationOral presentation

Description

O século XX foi o século das ditaduras e das guerras. Além do fascismo em Itália, do nacional-socialismo na Alemanha e das duas guerras mundiais que devastaram o mundo, vários conflitos e regimes repressivos deixaram um largo manto de ruínas e traumas. São exemplos, entre outros, a ditadura militar e Estado Novo em Portugal, as ditaduras da América Hispânica, a Guerra Civil de Espanha e o Franquismo. Esta comunicação propõe uma análise, no âmbito dos Estudos Literários Comparados, da retórica do poder repressivo e das ditaduras, do medo e da censura a partir de algumas obras literárias de três autores: o português José Cardoso Pires (1925-1998), o colombiano Gabriel García Márquez (1927-2014) e o espanhol Alberto Méndez (1941-2004).
Irei examinar a subversão dos discursos de poder opressivo, por meio da ironia ou do grotesco em El otoño del patriarca de García Márquez ou Alexandra Alpha de Cardoso Pires, como o medo e o silêncio são trabalhados enquanto armas invisíveis do poder em Los girasoles ciegos, de Alberto Méndez e Dinossauro Excelentíssimo de José Cardoso Pires, ou como a memória da censura perpassa nas obras destes três autores, como tema, motivo ou “técnica de golpe”, para citar um ensaio de Cardoso Pires. Exporei também como as obras destes autores se lêem enquanto poéticas da memória, isto é, registos de memórias e traumas tão marcadas no imaginário social e individual que criaram um conjunto de símbolos e signos característico, ousando desafiar os códigos e mitos da “identidade nacional”.
Period26 Nov 2021
Event titleIII Encontro ​de Jovens Investigadores em Literatura Comparada (EJICOMP III)
Event typeConference
LocationAveiro, Portugal