A religiosidade é natural?

Activity: Talk or presentationOral presentation

Description

Enquanto a vida individual é concebível sem religião, não parece haver uma sociedade sem formas religiosas, tanto que se pode dizer que a religiosidade é uma característica essencial da humanidade. Mas qual é o sentido de aderir às histórias, símbolos, ritmos e rituais de um grupo religioso? É uma maneira, para cada ser falante, de encontrar uma resposta a perguntas espontâneas sobre o significado de sua existência ou é a reacção, também ela espontânea, ao desamparo de um ser que se reconhece como parte de um universo fenomenal cujas causas, razões e fins últimos desconhece? Em ambos os casos, e embora leve à formação de aspectos fundamentais de cada cultura, a religiosidade parece ser natural, porque é inseparável da dinâmica da subjectividade viva. Esta conferência abordou essa noção de religiosidade e da sua naturalidade cultural a partir da noção de sagrado, tal como se encontra nos textos de Rudolf Otto e na leitura que dele fizeram Mircea Eliade e Paul Ricœur. Esta corrente transcendental e fenomenológica foi confrontada com os argumentos epistemológicos dos historiadores das religiões da escola de Dário Sabatucci.
Period16 Jul 2016
Event titleInternational Symposium : Homem, Natureza e Cultura no Percurso da Modernidade
Event typeOther
LocationLisboa, Portugal
Degree of RecognitionInternational

Keywords

  • Religiosity
  • Sacredness
  • Nature
  • Culture
  • Symbolics
  • History